27/06/2018 10h29

FALTA DE ALIMENTOS

Mais um problema ronda o cartão postal de Três Lagoas. Com a estiagem, a falta grama e o capim acabaram deixando as capivaras sem alimentos.

 
Ricardo Ojeda
VÍTIMAS DE ATROPELAMENTOS

Sem terem o que comer, as capivaras buscam alimentos nos terrenos próximos à lagoa, ou nos lixos residenciais. Com isso, tornam-se vítimas de atropelamentos, quando não, segundo denúncias, elas são abatidas por pessoas inescrupulosas que se alimentam da carne do bicho.

CENSO

Na Lagoa Maior, segundo ex-vereador Adão da APAE, que já fez o censo, existem aproximadamente 200 delas, divididas em cinco grupos, dos quais uns 50 são filhotes.

ESCASSEZ

As únicas fontes de alimentação desses roedores (o maior do mundo) são a grama, plantas aquáticas e algas encontradas no fundo da lagoa. Sem terem o que comer, os bichos estão com dificuldades de encontrar alimentos.

PREOCUPADO

Conversei com o promotor de Justiça e Meio Ambiente, Antonio Carlos Garcia de Oliveira, que disse estar muito preocupado com a situação e, segundo ele, a responsabilidade pela alimentação desses animais é da prefeitura, por meio da secretaria competente, a do Meio Ambiente.

ANIMAIS TUTELADOS

Segundo o representante do MP, a prefeitura tem a "tutela" dos animais que habitam o local e, por conta disso, cabe a ela a responsabilidade de alimentá-los. Sobre isso, contatei a Assessoria de Comunicação do Executivo Municipal, que ficou de dar uma resposta.

SEM ÂNIMO

Recentemente, publiquei uma entrevista com o empresário que assumiu o Shopping Center de Três Lagoas. Achei que a notícia traria ânimo aos moradores da cidade. Ledo engano.

ONDA DE PESSIMISMO

Ao invés de comemorarem o anúncio da retomada da obra, criticaram, causando uma onda de pessimismo nas redes sociais, que poderia desestimular até o mais motivado dos empresários.

DESCRÉDITO

Penso que, pelo fato que o empreendimento já tenha sido lançado e relançado em datas posteriores, pode ter causado o descrédito nas pessoas. Porém, a obra é investimento privado e, nos últimos anos, a situação política de econômica do país passou por "abalos" e ninguém gosta de apostar no escuro. Acredito que deva ser por isso o atraso. ‘’Bora’’ confiar, gente!

ANIMAÇÃO

O vereador André Bittencourt, com seu projeto "Circuito Touro Mecânico – Amigos dos Bairros", tem levado muita diversão nos bairros por onde passa com o evento.

SEGUUURAAA, PEÃO!!!

Bitencourt, ao lado do vice-prefeito Paulo Salomão, se revezam ao microfone narrando as montarias dos ginetes urbanos. O evento tem sido um sucesso de participação de ‘peãozada’ como de público, além, é claro, de ser uma importante vitrine para estar com o eleitorado.

DUPLA DE DESTAQUE

As trovas e versos entoadas por Salomão e Bittencourt já conquistaram a "peonada apaixonada", porém, é no comando do microfone da presidência do Legislativo Municipal que André Bittencourt tem maior destaque.

O KM

Élcio Trajano Jr, diretor de Comunicação, RH e Sustentabilidade e Fábio de Paula, gerente de Sustentabilidade da Eldorado Brasil, estão hoje em Campo Grande onde farão a entrega ao TJ MS de um ônibus OK, totalmente adaptado para atendimento ao público. O veículo será utilizado pela Justiça Itinerante na região leste Estado.

PRESENTÃO DE R$ 590 MIL

O presidente do ao Tribunal de Justiça do Mato Grosso do Sul, desembargador Divoncir Schreiner Maran é quem vai receber o busão, que visa atender a demanda do Tribunal de Justiça do Mato Grosso do Sul. A Eldorado investiu R$ 590 mil na aquisição do veículo utilitário.

VIATURA DE EMERGÊNCIA

No início do mês, a empresa também fez uma entrega de uma S10 adaptada para servir no atendimento de emergência ao Corpo de Bombeiros. Na ocasião, o comandante do 5º Grupamento, Coronel Leandro Arruda, recebeu e agradeceu (muito)

ATÉ AGORA, NADA

E o mês de junho vai encerrando e nada da obra de restauração da BR 262, a Rodovia da Morte, ser iniciada. Sugiro, caso ocorra algum acidente com fatalidade, fecharmos essa importante artéria que liga Três Lagoas à Capital do Estado.

##### PIROMONIÁCOS

A onda de incêndio em terrenos baldios de Três Lagoas deveria ser considerada uma atitude criminosa, passível de multas ao transgressor ou ao proprietário. São constantes as ocorrências das áreas atingidas pelo fogo e que causam tantos problemas à saúde dos moradores das localidades, principalmente crianças. Algo terá que ser feito com urgência!

TUDO SOBE, MENOS...

Preparem o bolso! O pedágio da Marechal Rondon a partir do próximo domingo a tarifa cobrada pelo pedágio que liga Três Lagoas a Castilho sofrerá reajuste. O aumento é autorizado em até 2,85% pela Agência de Transportes do Estado de São Paulo (Artesp).

NOVOS VALORES

No pedágio de Castilho, que é administrado pela concessionária Via Rondon, automóveis que, antes, pagavam R$ 3,20 passarão a gastar R$ 3,30. O mesmo reajuste é aplicado por eixo comercial de veículos longos. Já em relação às motocicletas a taxa subiu de R$ 1,60 para R$ 1,65.

 

Envie seu Comentário