11/06/2018 22h19

PARQUINHO INTERDITADO

Muitos questionaram o motivo da retirada do parquinho infantil da Lagoa Maior. Simples: foi interditado pelo Corpo de Bombeiros.

 
Ricardo Ojeda
SEM SEGURANÇA

De acordo com a promotora Ana Cristina Carneiro Dias, o local não oferecia segurança às crianças e, por isso, foi interditado. "Mesmo assim, a população não respeitou a interdição, fazendo uso do local, colocando em risco as crianças", disse.

PROVIDÊNCIAS

Diante disso, a promotora pediu providencias à prefeitura, que resolveu remover os equipamentos. Brinquedos infláveis estão sendo utilizados nos finais de semana para atender as crianças. Quanto à instalação de novos equipamentos, não tenho conhecimento, mas prometo averiguar.

RODOVIA DA MORTE

Março já foi! Abril e maio também. Já estamos na metade do mês de junho e nada de começar as obras de recuperação da BR 262, a "rodovia da morte".

ROLETA RUSSA

O DNIT, por meio da Superintendência Estadual, fez várias promessas e, até agora, nada. Enquanto isso, trafegar pela famigerada, porém importante artéria de ligação com a Capital do Estado, é como brincar de roleta russa. Você sabe que vai, porém, não sabe se chega.

CADÊ OS POLÍTICOS?

Está mais que na hora de nossos valentes e intrépidos representantes na Assembleia Legislativa, na Câmara e Senado Federal, falarem grosso para essa obra sair do papel.

TUDO POR NADA

Na tarde do dia 21 de fevereiro passado, 55 lideranças representativas de Três Lagoas se reuniram com o governador Reinaldo Azambuja para pedir reforço na segurança do município.

PROMETEU, MAS...

Azambuja recebeu a comitiva três-lagoense na sala de reunião da governadoria. Sentando ao lado do secretário de Segurança, Carlos Videira, e do prefeito Angelo Guerreiro, ele prometeu uma resposta imediata para atender a solicitação da sociedade.

SÓ NA PROMESSA

Pois bem, decorridos quase quatro meses nada aconteceu. Só ficou na promessa! Apenas a troca do comando do Batalhão. .

CADÊ OS POLICIAIS?

Na ocasião, o governador determinou ao secretário de Segurança fazer uma convocação aos policiais da reserva, que estejam em condições de atuar ostensivamente. O policial convocado teria um incremento de 30% nos vencimentos.

FAZENDO MILAGRE

Após todo esse tempo, não veio ninguém! O efetivo do 2º BPM continua reduzido, enquanto a criminalidade só aumenta. O comandante do Batalhão faz o impossível para poder atender a segurança de Três Lagoas.

SEM ORÇAMENTO

Ainda para piorar, fiquei sabendo que os policiais que atuaram em turno especial nas operações não vão receber as horas extras trabalhadas. Segundo consta, o governo não tem previsão orçamentária para esse ano.

CONCURSO PÚBLICO

Azambuja se agarra na realização do concurso público para a Polícia Militar para ampliar o efetivo. De acordo com o edital divulgado serão 438 vagas, das quais 388 para Formação de Soldados, enquanto outros 50 serão destinados para o curso de formação de oficiais da corporação.

SÓ NO PRÓXIMO ANO

Ocorre que os classificados no concurso só serão incorporados ao efetivo da Polícia Militar possivelmente lá no fim do primeiro semestre do próximo ano. Isso se tudo correr bem. Enquanto isso, a criminalidade em Três Lagoas e demais regiões de MS só aumenta.

REFÉM DA MARGINALIDADE

A letargia do governo nesse setor deixou a população de alguns munícipios refém da marginalidade. A saída para reforçar a segurança, poderia através da atividade delegada, fazendo parcerias com os municípios.

EXECUÇÃO

Só para ter uma ideia, nas primeiras horas da manhã desta segunda-feira, 11, o gerente de Segurança da Assembleia Legislativa de MS foi executado a tiros de fuzil na avenida Guaicurus, em Campo Grande. A vítima tinha 62 anos, era sargento aposentado da Polícia Militar.

TEM QUE AGIR

Por conta disso, o governador Reinaldo Azambuja voltou a comentar sobre o fechamento das Fronteiras do Estado, como os países vizinhos; Paraguai e Bolívia. Falar não adianta nada, tem que agir!

 

Envie seu Comentário