18/10/2012 08h12 - Atualizado em 18/10/2012 08h12

MS é o 2º estado com maior número de divorciados, aponta IBGE

Índice de 4,1% é igual ao do Rio e 0,1% menor que o do Distrito Federal. Levantamento traz também dados sobre fecundidade e domicílios.

 

Da Redação
 
Mato Grosso do Sul é o estado com a segunda maior taxa de pessoas de 10 anos ou mais divorciadas no Brasil (Foto: Google) Mato Grosso do Sul é o estado com a segunda maior taxa de pessoas de 10 anos ou mais divorciadas no Brasil (Foto: Google)

Mato Grosso do Sul é o estado com a segunda maior taxa de pessoas de 10 anos ou mais divorciadas no Brasil, de acordo com levantamento divulgado nesta quarta-feira (17) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), com base em dados do Censo de 2010. Com índice de 4,1%, o estado está empatado com o Rio de Janeiro e perde apenas para o Distrito Federal – 4,2%.

O percentual sul-mato-grossense de divorciados também está acima da média nacional de 3,1%. Conforme o IBGE, os dados revelam os impactos das medidas legais ocorridas na última década, especialmente a partir de 2007, quando os divórcios puderam ser requeridos por vias administrativas, nos tabelionatos de notas, havendo consenso e inexistindo filhos menores de idade ou incapazes.

As pessoas que na época do Censo não viviam, mas já viveram união conjugal somam 15,4%, percentual que deixa Mato Grosso do Sul em quarto no ranking brasileiro. Em 2000, esse índice era de 12,2%.



COMPOSIÇÃO FAMILIAR

O levantamento traz também os tipos de composição familiar. Conforme o IBGE, 48,38% das famílias sul-mato-grossenses são formadas por casais com filhos. Os casais sem filhos representam 19,68% e mulheres sem cônjuge com filhos somam 11,42%.

No quesito casal sem filhos, Jaraguari é o município do estado que apresentou maior percentual (33,4%), seguido por Inocência (28,9%), Rochedo (27,6%) e Corguinho (26,3%). O índice de Campo Grande é de 18,4%.

FECUNDIDADE

Das 469.803 mulheres de Mato Grosso do Sul de 10 anos de idade ou mais que viviam em união conjugal, 154,1 mil tinham dois filhos, de acordo com o IBGE. Em seguida, vem as com três filhos – 108,4 mil. Neste último componente, o estado se destaca na primeira posição do ranking nacional, com 23,1%.

A pesquisa mostra também que 56,08% das mulheres que tiveram filho são economicamente ativas no estado.

DOMICÍLIOS

Mato Grosso do Sul conta com 758.626 domicílios particulares permanentes, de acordo com o IBGE. Em 11,85% deles, a responsabilidade é compartilhada, índice que deixa o estado em sexto no ranking nacional.

Com relação ao número de cômodos, 27,79% dos domicílios têm cinco, 18,43% têm seis e 14,66% têm quatro. No quesito tipos de material das paredes externas, 74,15% dos locais são cercados por alvenaria com revestimento e 14,67%, por alvenaria sem revestimento.

(*) Com informações de G1 MS

Seja o primeiro a comentar!

Restam caracteres. * Obrigatório
Digite as 2 palavras abaixo separadas por um espaço.