13/06/2018 10h03

Fibria abre sua Casa com demonstração prática da aplicação de celulose

Mostra Nossa Casa Tem Fibria estará aberta à visitação até domingo na Lagoa Maior

 
Gisele Berto
A Fibria montou uma casa completa na Lagoa Maior mostrando as aplicações do celulose no dia a dia. Foto: Ricardo Ojeda A Fibria montou uma casa completa na Lagoa Maior mostrando as aplicações do celulose no dia a dia. Foto: Ricardo Ojeda

Em comemoração ao aniversário de Três Lagoas a Fibria montou, na Lagoa Maior, sua exposição Nossa Casa Tem Fibria.

A partir de hoje, até domingo (17) os três lagoenses poderão visitar a casa e conhecer as aplicações práticas da celulose no cotidiano e vão aprender que, muito além do papel de impressão, a celulose pode ser encontrada no papel de parede, em revestimento de móveis, artesanato, tecidos e até mesmo em objetos feitos com fibra de carbono.

Em vários pontos da casa foram colocados QR codes – símbolos que são "lidos" pelos tablets fornecidos para a visita. Esses tablets proporcionam a experiência de realidade aumentada, mostrando as diversas aplicações da celulose. A ideia é que as pessoas vejam na prática a aplicação da celulose e onde está a celulose no nosso dia a dia. Quem quiser também pode baixar o aplicativo no seu próprio celular.

No final da experiência os visitantes são convidados a participar de um quiz para medir o que aprenderam sobre a aplicação de celulose e ainda podem sair de lá com uma foto personalizada.

"O objetivo dessa casa é trazer para toda a população o que é a celulose e o que são os produtos de base florestal e mostrar como estão presentes, mais do que a gente imagina. A grande aplicação ainda é o papel – mas não apenas o papel de escrever e imprimir. São papéis de parede, papel higiênico, papel toalha, papel tecido, fotografia, quadros artísticos. A gente também quer mostrar um pouco da inovação, o que vem para o futuro da celulose, como os estudos com fibra de carbono e biocombustíveis, mostrando a floresta renovável como oportunidade de desenvolvimento", afirmou o gerente-geral da Fibria, Maurício Miranda.

Até o café da manhã tinha gostinho de Fibria: todos os pães, doces e queijos foram produzidos pelos moradores do Assentamento 20 de Março, que faz parte de uma ação social da empresa. Foto: Ricardo Ojeda Até o café da manhã tinha gostinho de Fibria: todos os pães, doces e queijos foram produzidos pelos moradores do Assentamento 20 de Março, que faz parte de uma ação social da empresa. Foto: Ricardo Ojeda

Oficinas para crianças

A criançada também pode se divertir na Casa. Durante todos os dias serão oferecidas oficinas de hora em hora para os pequenos. Hoje a oficina é de Origami, das 14h às 20h. Quinta e sexta-feira (14 e 15) acontecem as oficinas de Papertoy (confecção de brinquedos de papel), das 14h às 20h e no sábado e domingo ocorrerão as oficinas de caricatura. No sábado a oficina acontece das 14h às 20h e no domingo, como tem jogo do Brasil, o horário muda – será das 9h às 15h.

Café da manhã

Durante o evento de abertura foi oferecido um café da manhã aos visitantes. E até esse café da manhã tinha gostinho de Fibria – todos os doces, pães e queijos foram produzidos pelos moradores do assentamento Vinte de Março. O assentamento faz parte do Programa de Desenvolvimento Rural Territorial, iniciativa da Fibria que promove o desenvolvimento local por meio do fortalecimento das associações comunitárias, focando no apoio às cadeias produtivas por meio da capacitação das comunidades.

Serviço:

Nossa Casa Tem Fibria Aberta de quarta (13) a domingo (17) Das 10h às 20h Local: Lagoa Maior, próximo à quadra de areia Entrada gratuita