03/04/2017 10h28

Fibria antecipa para setembro a conclusão das obras e o início da operação da nova fábrica em Três Lagoas

Projeto Horizonte 2, que constrói a nova linha de produção da empresa, já está com 87% do cronograma cumprido

 
Assessoria
 
Anteriormente prevista para entrar em operação no quarto trimestre de 2017, a partida da fábrica acontecerá já no mês de setembro, no terceiro trimestre deste ano. (Foto: Assessoria) Anteriormente prevista para entrar em operação no quarto trimestre de 2017, a partida da fábrica acontecerá já no mês de setembro, no terceiro trimestre deste ano. (Foto: Assessoria)

A Fibria, empresa brasileira de base florestal e líder mundial na produção de celulose de eucalipto, informa a antecipação da conclusão das obras e o início da operação do Projeto Horizonte 2, que constrói a segunda linha de produção de celulose da companhia em Três Lagoas (MS). Anteriormente prevista para entrar em operação no quarto trimestre de 2017, a partida da fábrica acontecerá já no mês de setembro, no terceiro trimestre deste ano.

“Desde o anúncio da nossa expansão, em 2015, investimos todos os nossos esforços na conclusão do Projeto Horizonte 2, sempre amparados em uma estrutura financeira sólida. Neste período de dois anos, já revisamos para cima a capacidade de produção da nova linha e agora antecipamos a conclusão, o que evidencia o comprometimento de toda a equipe em ganhar produtividade, reduzir custos e fazer sempre melhor. A antecipação da operação da nova linha em Três Lagoas representa o começo de uma nova fase para a companhia, de colher os frutos que plantamos”

— Marcelo Castelli - presidente da Fibria

"Desde o anúncio da nossa expansão, em 2015, investimos todos os nossos esforços na conclusão do Projeto Horizonte 2, sempre amparados em uma estrutura financeira sólida. Neste período de dois anos, já revisamos para cima a capacidade de produção da nova linha e agora antecipamos a conclusão, o que evidencia o comprometimento de toda a equipe em ganhar produtividade, reduzir custos e fazer sempre melhor. A antecipação da operação da nova linha em Três Lagoas representa o começo de uma nova fase para a companhia, de colher os frutos que plantamos", afirma Marcelo Castelli, presidente da Fibria.

Atualmente, o andamento das obras de ampliação está com 87% do projeto realizado e o avanço financeiro está em 59%. Em fevereiro, iniciaram-se as obras do terminal intermodal no município de Aparecida do Taboado (MS), que atenderá o escoamento da produção de celulose da nova fábrica em Três Lagoas para o Terminal de Macuco, no Porto de Santos (SP), que também já está em construção. O terminal intermodal – que integra vários meios de transporte, como o rodoviário e o ferroviário – está localizado na BR 158 e terá capacidade para escoar 1,95 milhão de toneladas de celulose por ano. O término das obras do terminal está previsto para julho de 2017.

A base florestal para abastecer a nova linha de produção da Fibria também já está assegurada e próxima à fábrica de Três Lagoas (MS), com raio máximo de 100 quilômetros de distância, conforme planejado. Dos 187 mil hectares de florestas plantadas necessárias para abastecer a nova unidade, já foram plantados 135 mil hectares de eucalipto e outros 52 mil hectares ainda serão plantados entre 2017 e 2018.

A Fibria estima que, de setembro até o final do ano, a nova fábrica em Três Lagoas (MS) irá produzir 377 mil toneladas de celulose. O aumento da produção virá gradualmente, atingindo a plena capacidade de 1,95 milhão de toneladas/ano em 2020.

A nova linha de produção da Fibria segue os mais modernos conceitos de ecodesign, com processos produtivos mais limpos e eficientes. Além disso, toda a energia consumida é gerada na própria fábrica, por meio de biomassa proveniente de cascas do eucalipto e biomassa líquida resultante do processo industrial. Com o aumento da capacidade de produção, a unidade industrial, além de gerar e consumir a própria energia, passará a ter um excedente de 130 MWH, que contribuirá positivamente para o balanço energético brasileiro, além de favorecer a matriz energética ao usar fontes renováveis.

SOBRE A FIBRIA

Líder mundial na produção de celulose de eucalipto, a Fibria é uma empresa que procura atender, de forma sustentável, à crescente demanda global por produtos oriundos da floresta. Com capacidade produtiva de 5,3 milhões de toneladas anuais de celulose, a companhia conta com unidades industriais localizadas em Aracruz (ES), Jacareí (SP) e Três Lagoas (MS), além de Eunápolis (BA), onde mantém a Veracel em joint-operation com a Stora Enso.

A companhia possui 969 mil hectares de florestas, sendo 568 mil hectares de florestas plantadas, 338 mil hectares de áreas de preservação e de conservação ambiental e 63 mil hectares destinados a outros usos. A celulose produzida pela Fibria é exportada para mais de 40 países. Em maio de 2015, a Fibria anunciou a expansão da unidade de Três Lagoas, que terá uma nova linha com capacidade produtiva de 1,95 milhão de toneladas de celulose por ano, e entra em operação no quarto trimestre de 2017. Saiba mais em Fibria.

(*) Fibria | MS

Envie seu Comentário