16/01/2018 16h08

‘’Ficamos chocados com a violência deste crime’’, diz comandante da PM de Castilho

Segundo-tenente Rafael Liud Mizuagai esteve no local em que o corpo do engenheiro foi encontrado e conversou com o Perfil News

 
Redação
Segundo-tenente Rafael Liud Mizuagai, comandante do 3º Pelotão de Castilho, e jornalista Ricardo Ojeda, diretor do Perfil News. (Foto: Perfil News).

Em entrevista ao Perfil News na tarde desta terça-feira (16), o segundo-tenente Rafael Liud Mizuagai, comandante do 3º Pelotão de Castilho (SP) comentou estar impressionado com a violência do crime que, recentemente, chocou Três Lagoas e região. O policial se refere ao engenheiro Renato Ottoni (62), que assassinou sua ex-esposa Halley Coimbra (38), no último domingo (14) e se matou.

O acusado estava foragido desde a data do crime, mas foi encontrado morto na tarde de hoje (14) dentro de seu carro, um Chevrolet/Cruze. O veículo estava abandonado na zona rural de Castilho. A polícia acredita que o homem tenha feito um disparo contra a própria cabeça com a mesma arma que assassinou Halley. O revólver foi achado entre as pernas dele.

Conforme o segundo-tenente, que também esteve no local onde o corpo foi encontrado, a polícia militar do município paulista também registrou a ocorrência e contribui com a apuração do caso.

‘’Como o homem foi encontrado já sem vida vamos apresentar o caso à Polícia Civil, mas o inquérito já foi aberto em Três Lagoas. Tudo o que pudermos fazer para colaborar com a apuração do caso, iremos. Ficamos chocados com a violência desse crime’’, relatou o comandante.

(*) Com informações de Ricardo Ojeda

Envie seu Comentário