12/12/2017 15h00

Forças de segurança apresentam como funciona sistema de radiocomunicação digital

O evento aconteceu na sede do 4º Grupamento do Corpo de Bombeiros Militar

 
Redação
Ao todo serão investidos mais de R$ 20 mi – sendo mais de R$ 210 mil a contrapartida do Estado; até o momento foram aplicados cerca de R$ 13 mi. (Foto: Divulgação) Ao todo serão investidos mais de R$ 20 mi – sendo mais de R$ 210 mil a contrapartida do Estado; até o momento foram aplicados cerca de R$ 13 mi. (Foto: Divulgação)

Já está em funcionamento na região de fronteira de Mato Grosso do Sul o novo sistema de radiocomunicação que antes era analógico e a partir de agora é totalmente digital. A demonstração de como a tecnologia irá funcionar foi apresentada nessa segunda-feira (11), em Ponta Porã, pelas forças de Segurança Pública do Estado. O evento aconteceu na sede do 4º Grupamento do Corpo de Bombeiros Militar.

"Da época da pedra lascada para modernidade", assim definiu o secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública, José Carlos Barbosa, ao comparar o antigo com o novo sistema de radiocomunicação que inicialmente atenderá 25 municípios da faixa de fronteira.

Nesta primeira fase serão beneficiados com o sistema os municípios de Bela Vista, Bodoquena, Bonito, Caarapó, Caracol, Coronel Sapucaia, Deodápolis, Douradina, Dourados, Eldorado, Fátima do Sul, Glória de Dourados, Iguatemi, Itaquiraí, Japorã, Jateí, Laguna Carapã, Mundo Novo, Naviraí, Paranhos, Ponta Porã, Sete Quedas, Sidrolândia, Tacuru e Vicentina.

Conforme o titular da Sejusp, um dos maiores problemas vivenciados atualmente na fronteira é a falta de segurança em comunicações, por isso, estão sendo investidos em parceria com o Governo Federal, nesta primeira fase, aproximadamente R$ 13 milhões para que essas localidades tenham o que há de melhor em tecnologia digital. "Apesar de ser uma ação de Governo pouco visível para a sociedade, o serviço agilizará o trabalho da polícia. Tenho certeza que para todos que fazem a segurança do nosso Estado esta ação é essencial", pontuou.

O novo sistema é composto de softwares e rádios (hand talks), além de outros equipamentos modernos de última geração. Ao todo são 22 antenas (sítios de repetição) instaladas na fronteira sul-mato-grossense, recebendo e distribuindo informações para 1.466 rádios, entre portáteis, móveis e fixos, com capacidade de expansão e uma tecnologia digital que permite fornecer localizações exatas.

Ao todo serão investidos R$ 20.728.290,19 – sendo R$ 213.232,35 a contrapartida do Estado; até o momento foram aplicados cerca de R$ 13 milhões. No cronograma de implantação do sistema, já está em funcionamento nove sítios, entre eles Ponta Porã. "A previsão é chegarmos à instalação de 44 sítos, ou seja, toda a faixa de fronteira deverá ser atendida", adiantou o secretário.

Essa nova tecnologia é utilizada em toda Europa e integra, em uma única plataforma, as comunicações entre as polícias Militar, Civil, Corpo de Bombeiros, Sistema Penitenciário e Departamento de Operações de Fronteira (DOF).

*Noticias MS

Envie seu Comentário