13/03/2017 16h30

Orquestra de Violeiros busca parceiros para prosseguir projeto cultural

Há 21 anos tocando musica raiz, Orquestra busca parceiros para realizar sonho de gravar o CD

 
Ricardo Ojeda e Thais Santos (estagiária)
 
A Orquestra de Violeiros busca novos parceiros para continuar com o projeto na cidade (Foto/Thais Santos) A Orquestra de Violeiros busca novos parceiros para continuar com o projeto na cidade (Foto/Thais Santos)

A cidade de Três Lagoas hoje um grande polo industrial conhecida como Capital Mundial da celulose. Porém ela começou desenvolver-se com a pecuária. Com isso naquela época, a música que mais se ouvia, que embalava a população era a sertaneja, também chamada música raiz.

Decorridos os tempos os costumes e a preferência de grande parte da população, a maioria jovens optaram pelo sertanejo universitário, que hoje lotam os shows e exposições agropecuárias.

MOVIMENTO CULTURAL

Porém, em Três Lagoas, um movimento cultural, conhecido como Orquestra de Violeiros, surgido há 21 anos não deixou o estilo sertanejo morrer. O grupo que já contou com mais de 50 componentes, hoje o quadro se resume a 30 violeiros quer ampliar o número de integrantes.

Por conta disso, a coordenadora da orquestra, Cidinha Mariano quer atrair mais adeptos à causa. Para isso, ele pretende ampliar o quadro de participantes, dando oportunidades aos jovens da cidade.

 
Cidinha Mariano se reuniu com o vereador André Bittencourt para convida-lo para ser o primeiro padrinho (Foto/Thais Santos) Cidinha Mariano se reuniu com o vereador André Bittencourt para convida-lo para ser o primeiro padrinho (Foto/Thais Santos)

PADRINHO

Nesse sentido, na manhã de hoje (13) Cidinha esteve no gabinete do presidente da Câmara de Vereadores, André Bittencourt, para convidá-lo a ser o primeiro padrinho, da Orquestra. A intenção. É através do parlamentar conseguir mais padrinhos à causa e com isso angariar recursos para compra de novos equipamentos.

Cidinha disse que não quer apenas dinheiro, mas sim apoio de todos para continuar com a Orquestra. "O nosso maior sonho é gravar o CD e DVD de 21 anos de estrada. Porém passa por algumas dificuldades para alcançar. Os músicos precisam de aparelhagem, como microfone, estantes de partitura, violas e violões", reiterou a coordenadora.

Bitencourt ouviu com atenção a proposta e disse que sentia-se muito envaidecido com o convite. "Sinto-me enaltecido, principalmente por tudo que a orquestra já proporcionou para a cultura de Três Lagoas e região. A Orquestra de Violeiros de Três Lagoas faz parte da cultura sul-mato-grossense".

O vereador ressaltou ainda que qualquer forma de manifestação cultural é significativa para o desenvolvimento saudável de uma cidade ou região, pois trata-se da formação humana e seus valores.

ASSESSOR JURÍDICO

O advogado Marcio Oliveira que também esteve presente na reunião, disse que foi convido pela coordenadora para ajudar na questão legais, como assessor jurídico. Oliveira disse que aceitou o convite dizendo ser um apreciador da música sertaneja raiz. Nesse sentido, ele já fez gestões junto ao departamento de Cultura para que sejam devolvidos os instrumentos à orquestra e tudo está caminhando bem, disse.

A Coordenadora frisou que os músicos realizam as apresentações por amor não tento nem fim lucrativo, e por isso, toda ajuda é sempre bem-vinda.

Os interessados podem entrar em contato pelo fone (67) 98184 8192 ou comparecer no Centro de Ensino Artístico de Três Lagoas, localizado na Viela Miguel Amado, 1211.

 
Bitencourt ouviu com atenção a proposta e sentiu envaidecido com o convite.(Foto/Thais Santos) Bitencourt ouviu com atenção a proposta e sentiu envaidecido com o convite.(Foto/Thais Santos)

Envie seu Comentário