29/11/2016 10h31

Promotor do Meio Ambiente recomenda não haver queima de fogos na Lagoa Maior

De acordo com ofício entregue à prefeita de Três Lagoas, Marcia Moura nesta terça-feira, o representante do Ministério Público recomenda a escolha de outro espaço para a realização do evento

 
Ricardo Ojeda e Daniela Silis
 
Se depender do Ministério Público do Meio Ambiente esse ano não terá queima de fogos na Lagoa Maior (Foto: Arquivo/Perfil News)  Se depender do Ministério Público do Meio Ambiente esse ano não terá queima de fogos na Lagoa Maior (Foto: Arquivo/Perfil News)

 
O promotor Antonio Carlos Garcia de Oliveira elencou dez motivos para que não se realize a queima de fogos na Lagoa Maior (Foto: Arquivo/Perfil News) O promotor Antonio Carlos Garcia de Oliveira elencou dez motivos para que não se realize a queima de fogos na Lagoa Maior (Foto: Arquivo/Perfil News)

O Promotor do Meio Ambiente, Antônio Carlos Garcia de Oliveira, oficializou a prefeita Marcia Moura, nesta terça-feira (29), para que seja escolhido um novo local para a queima de fogos, realizada tradicionalmente na virada do ano na Lagoa Maior.

Elencando ao ofício 10 situações que podem comprometer a realização do evento, como a existência de diversas espécies de animais que moram na Lagoa, o barulho produzido pelos fogos que é acima dos decibéis permitidos pela lei, o risco de queimadas, entre outros, o representante do Ministério Público pediu a transferência ou a escolha de outro lugar para a realização da comemoração.

VEJA ABAIXO O OFÍCIO ENVIADO À PREFEITA
CARTÃO DE VISITA

A Lagoa Maior é um dos principais cartões de visita de Três Lagoas e, mesmo sem nenhum evento, sofre impactos proporcionados por frequentadores que deixam restos de lixo, sacos plásticos, garrafas de vidro, dentre outros objetos no local que, com o vento, são levados para dentro da lagoa. Essa situação provoca a morte de animais que habitam na Área de Preservação Permanente (APP), como jacarés, capivaras, peixes, cobras e pássaros, que dependem do local para sobreviver.

Em eventos como a queima de fogos realizada no Fim de Ano, além de causar impactos pelos estrondos dos fogos, ainda sofre com o lixo deixado por pessoas, em especial as garrafas quebradas de espumantes, que ficam espalhadas pelo local e que não só colocam em risco os animais, como também os que frequentam a Lagoa Maior.

NAS FOTOS DA GALERIA ABAIXO MOSTRA OS MOTIVOS PELOS QUAIS O PROMOTOR DO MEIO AMBIENTE É CONTRA A QUEIMA DE FOGOS NA LAGOA MAIOR
 

Envie seu Comentário