18/04/2018 17h30

SOLENIDADE CONCORRIDA

Foi muito concorrida à solenidade de transferência de comando do 2º BPM de Três Lagoas. O tenente coronel James Magno segue para Campo Grande, onde vai atuar na Corregedoria da PM, enquanto o major Ênio Souza comandará o batalhão.

 
Ricardo Ojeda
EMOÇÃO E AMNÉSIA

O evento aconteceu no auditório do Campus II da UFMS que, diga-se de passagem, possui uma estrutura espetacular. Durante o evento, Magno, já levado pela emoção, agradeceu a todos os presentes, desde as autoridades como a tropa, porém esqueceu-se de agradecer quem deu visibilidade ao comando dele durante sua estada no batalhão, à imprensa.

DECLARAÇÃO APAIXONADA

Muito emocionado, com olhos marejados, homenageou com flores duas pessoas que ele referiu sendo muito importante para ele naquele momento; sua mãe e sua noiva, a jornalista, Marisa Coutinho, que além de um lindo buquê, ganhou beijos e a melosa canção, "Como é grande o meu amor por você", do eterno Rei, Roberto Carlos. A melodia foi executada por um músico da banda marcial, Cristo Redentor.

TALENTO

Como sempre, dando show e arrasando onde se apresenta a banda marcial, Cristo Redentor mais uma vez superou-se. Dá gosto de assistir! O maestro Relíquias e seus músicos, simplesmente, arrasam!

MARCANDO PRESENÇA

O prefeito Angelo Guerreiro marcou presença no evento. Muito assediado pelos presentes, inclusive pela imprensa, ele atendeu a todos, sempre, com seu chapéu panamazão, adorno que só tira da cabeça quando realmente é necessário, nas solenidades.

PREPARADO

O novo comandante durante a interinidade no comando, ocorreram confrontos entre marginais e a tropa, que resultaram na morte de cinco meliantes. Meia hora após de assumir o comando do BPM, uma rebelião estourou no Presídio de Segurança Média, situação que exigiu rapidez e pulso firme, além de muito controle do militar, que enviou reforços para conter o motim que se iniciava.

CURRÍCULO INVEJÁVEL

Esses acontecimentos estão pondo a prova o extenso e invejável currículo do major, que o cerimonial levou mais de 15 minutos para ler, devido as credenciais e condecorações conquistadas ao longo de sua carreira de militar. Diante disso, sem medo de errar, posso assegurar que o comando do 2º BPM está em boas mãos.

RELEMBRANDO

O foto em tela mostra o engenheiro Ailton Pereira, então secretário de Obras da primeira administração de Issam Fares, acompanhando o trabalho de reurbanização e aplicação de grama esmeralda na orla da Lagoa Maior.

PROCEDIMENTO NECESSÁRIO

Na época, em 1999, terceiro ano do primeiro mandato de Issam, a Lagoa Maior foi completamente esvaziada, procedimento que foi necessário para obras de dragagem a fim estancar o avanço do assoreamento que ameaçava o cartão postal de Três Lagoas. A obra durou, se não me falha a memória, uns três meses.

REURBANIZAÇÃO

Lembro-me que os ambientalistas mais radicais caíram de pau sobre o prefeitão Issam Fares, mas ele dava de costas para as críticas. Não se importava. Após o término do enchimento da lagoa, foi aplicada grama esmeralda e feito o serviço de reurbanização, com plantios de árvores e das palmeiras imperial que ornamentam até hoje, as margens ao redor da lagoa. Bons tempos àqueles.

VISTORIANDO A CELA DO LULA

Nada como viver em um país sem problemas. Alegando uma visita para vistoriar as condições da cela da PF onde Lula está preso, um grupo de senadores da Comissão dos Direitos Humanos esteve ontem ( na capital paranaense. De tantos processos que a maioria deles estão envolvidos quase que alguns ficaram por lá, fazendo companhia ao líder petista.

PROJETO DE LEI

O deputado federal Elizeu Dionizio (PSB) apresentou um Projeto de Lei na Câmara dos Deputados que proíbe a publicidade de produtos etílicos nos eventos desportivos, como jogos de futebol, vôlei e basquete.

CONSUMO ETÍLICO

O parlamentar foi motivado após analisar o estado da Organização Mundial da Saúde (OAS), onde fala que o consumo de álcool per capita no Brasil aumentou 43,5% em dez anos e supera a média internacional. No ano de 2006, cada brasileiro a partir de 15 anos bebia o equivalente a 6,2 litros de álcool puro por ano. Em 2016, esse número chegou a 8,9, enquanto a média mundial é 6,4 litros por ano.

DEPENDÊNCIAS

O que mais preocupou o deputado Dionizio foi o resultado da pesquisa, que mostrou que consumir bebidas alcoólicas pode gerar dependência física e psíquica, de alterar o estado mental e os reflexos no consumidor, de estar relacionado aos acidentes no trânsito e violência doméstica.

CERVEJA TÁ LIBERADA!

Para aqueles que gostam de tomar uma gelada nos finais de semana, assim como eu, podem ficar tranquilos; a bebida mais consumida no país, a cerveja, não é considerada alcoólica para fins de propaganda pela Lei 9.294, de 1996. Isso porque possui teor de álcool inferior a 13 graus. Bora comemorar!

FARRA SALARIAL

**Enquanto a maioria dos simples mortais ganha pouco mais de um salário mínimo, que não passa de R$ 1.200, os digníssimos conselheiros do Tribunal de Contas de Mato Grosso do Sul não podem reclamar do soldo salarial.*

MARAJÁ I

O campeão que recebe salário de um "autêntico marajá" vem a ser o conselheiro, Osmar Domingues Jeronymo. Em fevereiro recebeu a bagatela de R$ 158,2 mil. Ocorre que o salário do digníssimo é "apenas", R$ 30,4 mil, mas outros pagamentos embutidos no holerite atinge o montante de R$ 127,7. O conselheiro Jeronymo foi indicado pelo ex-governador Andre Puccinelli.

MARAJÁ II

O segundo da lista de marajá no TCE vem a ser o ex-deputado estadual, Flávio Kayatt, nomeado através de indicação do governador Reinaldo Azambuja. No mês de fevereiro, Kayatt recebeu R$ 139,1 mil. Esses dados estão inseridos no Portal da Transparência do TCE, mas foram publicados pelo jornal Correio do Estado, que fez os cálculos comparativos. Nada como viver e trabalhar em um estado rico.

 

Envie seu Comentário