05/02/2018 12h12

Suzano e Eldorado Brasil também reajustam celulose em fevereiro

 
Redação

Depois do anúncio da Fibria de aumento de preço para a celulose de fibra curta nos três mercados mundiais de referência para fevereiro, a Suzano Papel e Celulose e a Eldorado Brasil também reajustaram os valores válidos para a matéria-prima a partir deste mês.

A Suzano Papel e Celulose elevou em US$ 30 por tonelada as cotações de referência na Europa e na América do Norte, mas não vai aplicar reajustes na Ásia. Com isso, o preço praticado pela companhia no mercado europeu subiu a US$ 1.030 por tonelada e a US$ 1.220 por tonelada no mercado americano.

A Eldorado, por sua vez, anunciou aumentos de US$ 30 por tonelada para Europa e América do Norte e de US$ 20 na China. Diante desse movimento, o preço-lista subiu a US$ 1.030 na Europa, US$ 1.220 na América do Norte e US$ 840 na China.

Em nota, a Eldorado informou que "o reajuste está alinhado à sólida e aquecida demanda por celulose em todos os mercados em que atua e nos diversos segmentos de suas aplicações".

Em 18 de janeiro, a Fibria já havia anunciado aumento de US$ 30 por tonelada para a celulose embarcada a partir deste mês para a Europa e a América do Norte e de US$ 20 por tonelada na Ásia. Com isso, os preços da companhia subiram a US$ 1.030 no mercado europeu, US$ 1.210 no mercado americano e US$ 830 no asiático.

(*) Valor

Envie seu Comentário