10/08/2018 08h47

Nada de bolo! Aniversário de Castilho é marcado por protesto contra a prefeitura

Moradores bloquearam a entrada da cidade que, hoje, completa 65 anos. Eles cobram melhorias em todos os setores municipais. ''Estamos jogados às traças''

 
Lucas Gustavo
 
Entrada da cidade ficou bloqueada por duas horas, aproximadamente. (Fotos: Lucas Gustavo/Perfil News). Entrada da cidade ficou bloqueada por duas horas, aproximadamente. (Fotos: Lucas Gustavo/Perfil News).

Moradores de Castilho (SP) atearam fogo em pneus e bloquearam a principal via de entrada e saída da cidade na manhã desta sexta-feira (10). Coincidentemente, o município completa, hoje, 65 anos. A manifestação teve início por volta das 6h40 e durou duas horas. O grupo que organizou o protesto diz estar insatisfeito com a administração da prefeita Fátima Nascimento (DEM). Os moradores clamam por melhorias nos setores da Saúde, Educação, Transporte e Assistência Social, principalmente.

Por conta do bloqueio na pista, veículos ficaram impedidos de entrar e sair da cidade. O trânsito foi controlado pelas polícias Militar e Militar Rodoviária. Já o Corpo de Bombeiros de Andradina combateu o incêndio e desobstruiu a passagem.

Em recentes publicações nas redes sociais, Lilian Nascimento, Secretária de Assistência Social e Cidadania e filha da prefeita, diz que a cidade está ‘’cada dia melhor’’. O salário dela, conforme o Portal da Transparência, é R$ 5.800,00.

Ao Perfil News, uma moradora que acompanhava a manifestação e que, temendo represálias, optou por não ter o nome divulgado, considera que Castilho está abandonada.

‘’É triste ver a decadência de nosso município, principalmente em uma data que deveria ser de comemoração; estamos jogados às traças. Aqui é a cidade das três prefeitas, e nenhuma faz nada’’, desabafou a moradora, se referindo à Fátima Nascimento, Lilian Nascimento e Janini Nascimento. Esta última Secretária de Saúde e, também, filha da prefeita.

Procurada pela reportagem, assessoria de imprensa do Executivo municipal informou que a prefeita, ainda nesta manhã, iria receber os manifestantes em seu gabinete para ouvi-los.

Envie seu Comentário