25/11/2016 08h49

Programa social que tem apoio da Fibria já formou mais de 200 crianças

A solenidade aconteceu na noite de quinta-feira, no Crase Coração de Mãe, em Três Lagoas e contou com a presença de várias autoridades militares, do município e representante da Fibria

 
Ricardo Ojeda, com assessoria
 
A solenidade de formatura foi realizado  no Crase Coração de Mãe e contou com a presença de autoridades militares e dos familiares dos formandos (Foto: Ricardo Ojeda) A solenidade de formatura foi realizado no Crase Coração de Mãe e contou com a presença de autoridades militares e dos familiares dos formandos (Foto: Ricardo Ojeda)
 
O programa Patrulha Mirim de Educação no Trânsito é realizado no município há três anos e conta com o apoio da Fibria. A 3ª sargento Kaila e a cabo Vitória receberam graduação durante a solenidade (Foto: Ricardo Ojeda) 
O programa Patrulha Mirim de Educação no Trânsito é realizado no município há três anos e conta com o apoio da Fibria. A 3ª sargento Kaila e a cabo Vitória receberam graduação durante a solenidade (Foto: Ricardo Ojeda)
 
A 3ª sargento Kaila não conseguiu conter as lágrimas de tanta emoção (Foto: Ricardo Ojeda) A 3ª sargento Kaila não conseguiu conter as lágrimas de tanta emoção (Foto: Ricardo Ojeda)
 
A patrulheira mirim Vitória recebeu a graduação de cabo (Foto: Ricardo Ojeda) A patrulheira mirim Vitória recebeu a graduação de cabo (Foto: Ricardo Ojeda)

As crianças e adolescentes do programa Patrulha Mirim de Educação no Trânsito, realizado pela Prefeitura de Três Lagoas, Polícia Militar Rodoviária Estadual, em parceria com a Fibria, participam, nesta quinta-feira (24/11), da cerimônia de encerramento das atividades do ano e a graduação da patente. . O evento foi realizado no Crase Coração de Mãe.

A Fibria apoia o programa desde 2013 e, nesse período, mais de 200 crianças participaram das ações de conscientização. A empresa faz a doação dos uniformes e das fardas que caracterizam os patrulheiros mirins, que são semelhantes às fardas dos policiais da Polícia Militar Rodoviária Estadual, responsáveis pelas aulas práticas do programa.

Ao longo do ano, os 60 patrulheiros mirins, que receberam a graduação da patente, foram orientados para serem multiplicadores dos valores da segurança no trânsito. Eles receberam aulas de cidadania, educação física, reforço escolar, dentre outras. Para colocar em prática o aprendizado, participaram constantemente de blitze e campanhas educativas, sempre supervisionados pela Polícia Militar Rodoviária Estadual.

De acordo com a consultora de Meio Ambiente Industrial da Fibria, Maria Tereza Borges, a segurança é um valor inegociável para a empresa. "Apoiar essa iniciativa é importante para se criar uma sociedade consciente sobre o comportamento seguro no trânsito. Nossa premissa é que o conhecimento adquirido por essas crianças seja disseminado com os familiares e amigos, formando, assim, uma rede que estimule o respeito e a disciplina no trânsito", disse Maria Tereza.

 
A 3ª sargento Kaila e  a cabo Vitória ficaram emocionadas e não conseguiram segurar as lágrimas no momento que foram graduadas (Foto: Ricardo Ojeda) 
A 3ª sargento Kaila e a cabo Vitória ficaram emocionadas e não conseguiram segurar as lágrimas no momento que foram graduadas (Foto: Ricardo Ojeda)
Sobre a Fibria

Líder mundial na produção de celulose de eucalipto, a Fibria é uma empresa que procura atender, de forma sustentável, à crescente demanda global por produtos oriundos da floresta. Com capacidade produtiva de 5,3 milhões de toneladas anuais de celulose, a companhia conta com unidades industriais localizadas em Aracruz (ES), Jacareí (SP) e Três Lagoas (MS), além de Eunápolis (BA), onde mantém a Veracel em joint-operation com a Stora Enso.

A companhia possui 969 mil hectares de florestas, sendo 568 mil hectares de florestas plantadas, 338 mil hectares de áreas de preservação e de conservação ambiental e 63 mil hectares destinados a outros usos. A celulose produzida pela Fibria é exportada para mais de 40 países. Em maio de 2015, a Fibria anunciou a expansão da unidade de Três Lagoas, que terá uma nova linha com capacidade produtiva de 1,95 milhão de toneladas de celulose por ano, e entra em operação no quarto trimestre de 2017. Saiba mais em www.fibria.com.br.

 

Envie seu Comentário