09/05/2018 13h53

Rappers indígenas de MS se apresentam na Alemanha

O grupo foi recebido na Europa com carinho e respeito pelo trabalho de 10 anos desenvolvido no Brasil

 
Gisele Berto
Brô MCs Rap Indígena. Foto: Divulgação Brô MCs Rap Indígena. Foto: Divulgação

Bruno Veron e Clemersom Batista estão na Alemanha compartilhando experiências de Mato Grosso do Sul e, segundo eles, representando a "etnia Kaiowa Guarani e todos os povos do Brasil". Eles, juntamente com os irmãos, Kelvin e Charlie Peixoto, formam o grupo Brô MCs, o primeiro de rap indígena do país. Lá, eles se apresentaram em um show especial no Museu "Weltkulturen", de antropologia, e participam de seminários, workshops com escolas e com a Universidade de Frankfurt até esta quarta-feira (09).

"Para nós é muito massa estar aqui, foi uma maravilha essa troca de ideias, fortalecendo mais a nossa luta, mostrando os problemas que acontecem em nosso estado e nossa vivência no município", afirma Veron. Ele relata que foi recebido com "maior carinho e respeito" pelo trabalho desenvolvido há 10 anos, comemorado com o início da carreira internacional. Ele lembra que a batalha do Brô não vai parar e o objetivo é conseguir gravar o segundo álbum ainda neste ano.
Voltando da Europa, eles participarão da 14ª edição do Festival América do Sul Pantanal, no dia 25 de maio. O evento deste ano será nas cidades de Corumbá e Ladário, além de Puerto Quijarro e Puerto Suárez, na Bolívia. A programação completa pode ser conferida no site do evento:

Quem quiser conferir mais informações sobre o grupo, siga a página no Facebook: "Brô MCs Rap Indígena".

Envie seu Comentário