15/02/2019 15h21

Campanha realizada no comércio local arrecadou os suprimentos, que começam a sair hoje com destino a Minas Gerais em caminhões-baú

Gisele Berto

Começaram a sair hoje de Três Lagoas, em caminhões-baú, os 16 mil litros de água potável arrecadados para ajudar a população e profissionais que fazem parte dos trabalhos de resgate em Brumadinho, em Minas Gerais.

A campanha de arrecadação durou pouco mais de 15 dias e, agora, o fruto da solidariedade do três-lagoense já está a caminho da cidade afetada pela tragédia do rompimento da barragem.

Segundo a organizadora da campanha, a arquiteta Débora Rímoli, em princípio a água iria via aérea. Mas a quantidade de galões arrecadada inviabilizou o transporte por aviões. Serão feitas várias viagens para levar toda a arrecadação.

“Quando percebemos que não dava para ir de avião ficamos preocupados. Mas aí encontramos um empresário, dono de uma transportadora de Minas, que tinha caminhões que vinham para cá e voltavam vazios. E ele se dispôs a levar a água para a gente. Esse empresário é uma pessoa que sempre se envolve em projetos de ajuda, já trabalhou para a Cruz Vermelha, um cara super bacana. Deus sempre dá um jeito”, disse Débora.

Além da água, a campanha fez adesivo com um bilhete carinhoso (abaixo) e uma palavra de solidariedade para o povo que enfrenta momentos tão difíceis.

A água que saiu de Três Lagoas na manhã de hoje chegará a Belo Horizonte amanhã e será encaminhada a Brumadinho. Ao chegarem à cidade, os caminhões serão recepcionados por voluntários, que darão a destinação à água.

“Todo mundo se envolveu. Tem grupos de gente orando de madrugada. Os adesivos foram doados. Deus atua lá e atua aqui também, as pessoas ficam melhores. Quando uma coisa ruim acontece a gente conhece a essência das pessoas. Os funcionários da Aquarela, por exemplo, além de envazarem a água, fizeram uma vaquinha e deram dinheiro do bolso. Foi muito emocionante”.

Caminhão sendo carregado com os galões de água. Foto: Divulgação

Adesivo que irá colado nos galões de água: mais que um produto, um abraço. Foto: Divulgação

Comentários