08/05/2015 08h51 – Atualizado em 08/05/2015 08h51

Até agora ninguém se apresentou ao PSD para substituir o empresário Antônio João Hugo Rodrigues, que usou as redes sociais para comunicar que estaria deixando o comando partido. As últimas inserções de propaganda que a legenda tinha direito no rádio e na TV, foram usadas pelo vereador Coringa.

Em sua fala, porém, ele apenas ressaltou a importância da sigla e convidou as pessoas a se filiarem ao partido. Em outras épocas, o próprio Antônio João usava todo o espaço a que o PSD tinha direito.

FOLGA

A Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul começou a analisar projeto de lei que prevê 30 dias de licença paternidade para servidores do Poder Executivo. A proposta altera na lei estadual 1.102, de 10 de outubro de 1990, que dá direito apenas a 7 dias de folga para o paizão barnabé.

“Muitos homens hoje são os chefes da casa e necessitam desse tempo maior com seus filhos”, justifica o líder da bancada do PT, Pedro Kemp, autor do projeto.

GAYS

Ainda em sua justificativa Pedro Kemp ressalta a formação de um novo conceito de família na sociedade. “Os casais homoafetivos, por exemplo, necessitam muito desse período disponível quando adotam uma criança. A presença familiar é fundamental no desenvolvimento do ser humano”, destaca ele em sua justificativa.
O deputado petista incluiu no projeto recente decisão judicial que concedeu licença paternidade, equiparada à maternidade, a um funcionário público federal residente em Brasília.

PATRIMÔNIO

Reinaldo Azambuja (PSDB) lidera ranking nacional entre os governadores mais ricos do Brasil, segundo informações divulgadas pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral). O tucano soma um patrimônio de mais de R$ 37.850 milhões, incluindo apartamento, carros, joias, tratores e outros veículos agrícolas.
Representa uma diferença milionária do “último” colocado, Waldez Góes, do PDT-AP, que declarou apenas R$ 15 mil (equivalente a uma casa em Macapá).

DESANDOU

Um prêmio a quem acertar o número de CPIs abertas pelos vereadores da Capital e quais delas chegaram a algum resultado prático. Pelo que se sabe até aqui, quase todas não chegaram sequer a ter seus relatórios concluídos. Mesmo assim, eles resolveram abrir mais uma investigação e sabe-se Deus o que será feito dela.

O foco agora é a falta de dinheiro no caixa depois que o prefeito resolveu cortar gratificações e negar aumento salarial. Parece que os nobres vivem outra realidade.

Comentários