26/06/2015 15h35 – Atualizado em 26/06/2015 15h35

O filme nacional do gênero drama é a estreia do ator Matheus Nachtergaele como diretor

Assessoria

O Bocacine Cine Clube exibirá no próximo domingo (28) o drama “A Festa da Menina Morta”, do ator e diretor Matheus Nachtergaele. A exibição será no Centro Cultural “Professora Irene Marques Alexandria”, que fica à esquina da Rua Alexandre Costa com a Rua Paranaíba, próximo à Lagoa Maior, no Centro, a partir das 18h.

O tema do filme, como pode se supor pelo título, é a morte. Mesmo assim, a todo o momento chegam cenas ou pequenas imagens que querem reforçar à temática quase à força. É uma insistência tamanha que chega a aborrecer, mas pode agradar quem não quer ver economia na tela.

O passado dos personagens é fornecido aos pedaços e fora de ordem principalmente pelos diálogos, deixando a inteligência do público juntar as peças e construir toda a situação. A história se passa em uma pequena cidade no interior do Amazonas; portanto, isolada dos grandes centros urbanos. O cenário concebido é cheio de detalhes e, por isso, ricamente autêntico.

SINOPSE

Há 20 anos uma pequena população ribeirinha do alto Amazonas comemora a Festa da Menina Morta. O evento celebra o milagre realizado por Santinho, que após o suicídio da mãe recebeu em suas mãos, da boca de um cachorro, os trapos do vestido de uma menina desaparecida.

A menina jamais foi encontrada, mas o tecido rasgado e manchado de sangue passa a ser adorado e considerado sagrado.

A festa cresceu indiferente à dor do irmão da menina morta, Tadeu. A cada ano as pessoas visitam o local para rezar, pedir e aguardar as “revelações” da menina, que através de Santinho se manifestam no ápice da cerimônia.

. A história se passa em uma pequena cidade no interior do Amazonas; portanto, isolada dos grandes centros urbanos. (Foto: Assessoria)

Comentários