18/11/2006 18h32 – Atualizado em 18/11/2006 18h32

MS Noticias

Na próxima segunda-feira, dia 20 de novembro, às 19 horas, no auditório do bloco VI, campus I da Uniderp (Universidade para o Desenvolvimento do Estado e da Região do Pantanal), começa a apresentação dos Projetos Experimentais dos acadêmicos do último semestre do curso de Jornalismo da Universidade. A série de defesas será aberta pelas acadêmicas Cândida Piesanti, Viviane Cunha e Viviany Gomes da Silva, que apresentam o livro-reportagem Uma vida em chamas: a história de um ambientalista que se imolou pelo pantanal, sobre Francisco Anselmo Gomes de Barros, o Francelmo. Falecido há um ano, o ambientalista ateou fogo ao próprio corpo em protesto a instalação de destilarias de açúcar, álcool e derivados na Bacia do Alto Paraguai, região do Pantanal. A acadêmica Cândida Piesanti afirma que o livro-reportagem tem como proposta sensibilizar a população para conscientização ambiental. “Além disso, queremos deixar registrado o histórico das lutas dos movimentos ambientais em Mato Grosso do Sul”, explica a aluna de jornalismo. Participam da banca examinadora os professores Marcos Morandi (orientador), Alexandre Maciel e Cristiano Cupertino. Às 21 horas, a acadêmica Yvelaine Isabel dos Santos apresenta o livro-reportagem intitulado Duque 13: transgressão da inocência, que traz relatos de criminosos acusados de abuso sexual infantil. “É necessário conhecer de perto ‘esses seres humanos’ que em algum momento de suas vidas se tornaram ‘monstros’, mas que um dia também foram crianças”, analisa Yvelaine. Para a futura jornalista um dos aspectos mais importantes do trabalho é o cuidado com que o assunto foi tratado. “Estes atos de crueldade precisam ser avaliados sob uma perspectiva jornalística, relatando um universo que muita vezes é composto por ‘indivíduos’ que convivem próximos de suas vítimas”, finaliza. Participam da banca examinadora os professores Clayton Sales (orientador), Alexandre Maciel e Cristiano Cupertino.

Comentários