09/11/2015 07h51 – Atualizado em 09/11/2015 07h51

Ação foi realizada neste sábado (07/11), das 8 às 15 horas, em terreno localizado na Rua Pinheiro Machado esquina com a Rua Urupês, no Jardim Noroeste, pela Fiems, Sesi e TV Morena.

Assessoria

A 5ª edição do novo formato do Programa Ação Cidadania, que leva aos bairros de Campo Grande os serviços nas áreas de saúde, educação, cidadania e cultura, bem como os cursos de qualificação profissional do Sesi e Senai e o encaminhamento para estágio feito pelo IEL, foi realizada neste sábado (07/11), das 8 às 15 horas, em terreno localizado na Rua Pinheiro Machado esquina com a Rua Urupês, no Jardim Noroeste, pela Fiems, Sesi e TV Morena. Ao todo, o evento atraiu 1.541 pessoas e fez 6.660 atendimentos nas áreas de educação, saúde, cidadania e cultura, além do sorteio de bicicletas e inúmeros brindes.

O diretor da Fiems, Altair da Graça Cruz, que fez a abertura da Ação Cidadania, destacou a expressiva presença da população na iniciativa. “A Ação Cidadania tem impactado positivamente a comunidade e todos conseguem aproveitar os serviços disponíveis nas áreas de cidadania, educação, saúde e lazer”, declarou. Já o gerente-executivo da TV Morena, Nicomedes Silva Filho, reforçou que o evento é um somatório do esforço de diversas entidades para proporcionar melhorias à população.

Para o superintendente do Sesi, Bergson Amarilla, o sucesso da Ação Cidadania pode ser creditado em muito aos parceiros, que são sempre muito participativos e voluntariosos nos eventos promovidos pelo Sistema Fiems. “São esses fatores que fazem com que possamos fazer cada vez melhor as ações do braço social da indústria com atendimento intenso nos bairros de Campo Grande”, pontuou. O presidente da Associação de Moradores do Bairro Jardim Noroeste, Antônio Vieira de Moraes, falou das dificuldades enfrentadas na região e disse que a iniciativa traz benefícios para os moradores. “Esse é o melhor evento que a gente poderia receber. Somos uma comunidade carente e humilde, mas que cresce a cada dia, então esses serviços são muito importantes, porque traz oportunidade”, disse.

POPULAÇÃO

Nesta 5ª edição, com o apoio de 20 parceiros, a Ação Cidadania ofereceu serviços de corte de cabelo, orientações e atendimentos jurídicos nas áreas cível e criminal, cadastramento da tarifa social, expedição de documentos, atendimento oftalmológico, aferição de pressão arterial, orientação nutricional, atendimento com clínico geral, informações de como se tornar um microempreendedor individual, contação de histórias, desenho livre, tobogã, casinha pula-pula, entre outros.

A autônoma Janaina Estevão, 25 anos, aproveitou para fazer consulta odontológica. “Moro no Bairro Nova Serrana e resolvi participar da ação porque traz os serviços mais perto da gente e isso facilita muito. As crianças também se divertiram e brincaram”, informou. No espaço do Senai Campo Grande, o porteiro Luiz Carlos Rodrigues, 58 anos, morador do Jardim Noroeste, buscou uma oportunidade de se aperfeiçoar com um dos cursos de qualificação profissional. “Quero fazer curso na área de administração e outro de computação, porque sempre precisamos aprender e se renovar”, disse.

Já a babá Camila Cristina dos Santos, 19 anos, colocou em dia o exame oftalmológico, além de buscar orientação com os serviços da Defensoria Pública. “Veio a família toda e estamos aproveitando ao máximo todos os serviços. Essas ações são importantes para os moradores da região”, garantiu. A dona de casa Lucineia de Souza Barbosa, 26 anos, fez consulta odontológica e aproveitou para fazer exame de glicemia e IMC. “Acredito que todos os moradores tiveram algum benefício com essa ação. Você vem para fazer um serviço e acaba encontrando outros. Ainda tive a sorte de ganhar uma bicicleta no sorteio”, falou.

O PROGRAMA

O Programa Ação Cidadania tem duas etapas, sendo a primeira um dia inteiro de serviços nas áreas de saúde, cidadania, educação e cultura oferecidos pelo Sesi e parceiros na região beneficiada, enquanto a segunda levará diretamente aos moradores os cursos profissionalizantes gratuitos do Senai, os cursos gratuitos de inclusão digital e educação continuada do Sesi e o encaminhamento de estudantes para estágio pelo IEL.

Para viabilizar esses procedimentos, o Sistemas Fiems disponibilizará as salas de aula móveis e as carretas do Senai, bem como o ônibus e a van de inclusão digital do Sesi, além das sedes das associações de moradores dos bairros quando necessária. De acordo com a Fiems, o objetivo é buscar nos bairros a mão de obra em falta nas indústrias da Capital, pois muitas pessoas deixam de fazer os cursos gratuitos oferecidos por Sesi e Senai por falta de recursos financeiros para se deslocar até o centro da cidade.

No caso do Sesi, são 1.000 vagas nos cursos gratuitos de informática básica, administre seu dinheiro de forma consciente, saúde do homem, saúde da mulher, hipertensão, prevenção ao câncer de pele, noções básicas de segurança de alimentos, entre outros. Já o Senai disponibiliza 3.763 vagas em 21 cursos gratuitos, incluindo assistente de contabilidade, ajustador mecânico, almoxarife, costureiro eclético, eletricista instalador residencial, mecânico de máquina reta e overloque, mecânico de manutenção e motores ciclo otto, pedreiro, pintor, operador de computador, entre outros.

(*) Assessoria Fiems

Nesta 5ª edição Ação Cidadania contou com o apoio de 20 parceiros (Foto:Assessoria)

Comentários