26/10/2015 09h09 – Atualizado em 26/10/2015 09h09

O evento levou atendimentos de educação, saúde, cidadania e cultura, além do sorteio de bicicletas e brindes

Assessoria

A 4ª edição do novo formato do Programa Ação Cidadania, que leva aos bairros de Campo Grande os serviços nas áreas de saúde, educação, cidadania e cultura, bem como os cursos de qualificação profissional do Sesi e Senai e o encaminhamento para estágio feito pelo IEL, foi realizada neste sábado (24/10), das 8 às 15 horas, em terreno localizado no Vida Nova 1, região do Nova Lima, pela Fiems, Sesi e TV Morena. Ao todo, o evento atraiu 2.028 pessoas e fez 5.829 atendimentos nas áreas de educação, saúde, cidadania e cultura, além do sorteio de bicicletas e inúmeros brindes.

Na abertura da Ação Cidadania, o presidente da Fiems, Sérgio Longen, destacou o empenho de todos os parceiros para a realização do Programa. “Este evento é uma ação nossa, aqui não temos política. Somos o Sistema Fiems, composto por Sesi, Senai e IEL, com apoio da TV Morena e todos os parceiros envolvidos”, declarou.

Ele acrescentou que a presença da população demonstra o quanto a Ação Cidadania é bem recebida pela comunidade onde é realizada. “A intenção é que consigamos sempre mobilizar a sociedade nessa pequena contribuição e que a comunidade aproveite os serviços disponíveis”, declarou.

O superintendente do Sesi, Bergson Amarilla, salientou que 25 parceiros ofereceram serviços nas áreas de cidadania, educação, saúde e lazer. “Esperamos pelo menos duas mil pessoas e realizar três mil atendimentos nessa ação na qual contamos com 25 parceiros. Aqui a população consegue fazer toda a documentação, além de atendimentos na área da saúde”, lembrou.

O diretor-executivo da TV Morena, Nicomedes Silva Filho, também reforçou que se trata de uma iniciativa para proporcionar melhorias às comunidades. “Essa parceria com Sesi e demais parceiros é um trabalho que procuramos levar um pouco do serviço, que, muitas vezes, o poder público não atende. É uma grande ação de cidadania”, afirmou.

LIDERANÇAS

Para a presidente da Associação de Moradores do Vida Nova I, Glaucia Ribeiro Moraes, um evento como a Ação Cidadania vem para somar. “Com essa crise de saúde, de dinheiro, essa iniciativa traz saúde, emissão e documento. Tudo facilita para nossa comunidade. Além de interagir com os bairros vizinhos”, disse.

O presidente da Associação de Moradores Vida Nova 3, Wildes dos Santos, lembrou as dificuldades enfrentadas no bairro. “No bairro temos deficiência nos serviços básicos para a população como a saúde, por exemplo. Por isso essa é uma excelente oportunidade para todos nós, porque podemos ser atendidos. Aqui na região somos pelo menos 6 bairros acoplados, só os três Vida Nova somam quase 2 mil casas foram os bairros vizinhos. É muita gente e o maior problema é a saúde por isso ficamos felizes, hoje a população consegue ser atendida”, garantiu.

Para João Batista da Silva, liderança do Bairro Nova Lima, o projeto traz benefícios para toda a região. “É muito bom para gente, principalmente porque traz atendimento em várias áreas, mas saúde realmente é a parte mais precária e quando tem uma oportunidade de atendimento como esta, o povo fica feliz”, disse.

Essa também é a principal necessidade dos moradores do Bairro Tarsila do Amaral, segundo informou o presidente da Associação dos Moradores, Manoel Ferreira. “Para nós é ótimo termos um evento como este. Temos dificuldade com atendimento na área de saúde e tirar documentos também é algo muito difícil para gente, porque aqui perto não há local para isso. Quando a Fiems e o Sesi fazem uma ação como essa, nos sentimos valorizados”, garantiu.

No Bairro Jardim Columbia a situação é semelhante. “A maior parte das demandas é mesmo por saúde e documentos e nós estamos satisfeitos em receber toda essa atenção”, disse o presidente da associação, Reginaldo Aparecido Candido da Silva.

BENEFICIADOS

Nesta 4ª edição, com o apoio de 25 parceiros, a Ação Cidadania ofereceu diversos serviços, entre corte de cabelo, orientação pessoa as vítimas de acidente de trânsito, orientações e atendimentos jurídicos nas áreas cível e criminal, cadastramento da tarifa social, alistamento militar fora do prazo, expedição da 1ª e 2ª vias do título eleitoral, emissão de CPF, emissão de 1ª via de carteira de trabalho, 1ª via do RG, exame de mamografia, atendimento oftalmológico, aferição de pressão arterial, orientação nutricional, atendimento com clínico geral, informações de como se tornar um microempreendedor individual, contação de histórias, desenho livre, tobogã, casinha pula pula, entre outros.

No espaço do Senai Campo Grande, a vigilante Ivanilde Francisca de Lima, 42 anos, moradora do Jardim Anache, fez a matrícula em um dos cursos de qualificação profissional oferecidos. “Vim aqui apenas para me inscrever no curso de SST pois acredito que este curso pode agregar no meu currículo”, disse.

A estudante Ericka Eduarda Jarcem da Silva, 14 anos, aproveitou para emitir a primeira via do RG. “Moro no Vida Nova e há dificuldade em ir ao centro para tirar o documento. Aqui pertinho de casa fica bem fácil para gente. Um evento como esse facilita mesmo”, informou.

Já a dona de casa Marta Luzia Silva Araújo, 47 anos, colocou em dia o exame de mamografia, serviço oferecido no ônibus do Hospital do Câncer. “Já estava com o pedido para fazer o exame, mas demora muito então aqui tive a oportunidade e já consegui fazer. Isso tudo aqui é muito importante para gente”, garantiu.

O pedreiro Carlos Alves Barbosa, 42 anos, fez consulta odontológica. “ Faz um tempo que não ao dentista e hoje fiz a consulta, muito bom poder perto de casa e não esperar o posto”, declarou. A dona de casa Miriam Aparecida da Cruz, 47 anos, consultou o clínico geral. “Precisa da consulta porque sou diabética e tenho de pegar o remédio. Então já fiz a consulta e consegui a receita. Esse tipo de ação é importante para gente”, disse ela que mora no Nova Lima.

O PROGRAMA

O Programa Ação Cidadania tem duas etapas, sendo a primeira um dia inteiro de serviços nas áreas de saúde, cidadania, educação e cultura oferecidos pelo Sesi e parceiros na região beneficiada, enquanto a segunda levará diretamente aos moradores os cursos profissionalizantes gratuitos do Senai, os cursos gratuitos de inclusão digital e educação continuada do Sesi e o encaminhamento de estudantes para estágio pelo IEL.

Para viabilizar esses procedimentos, o Sistemas Fiems disponibilizará as salas de aula móveis e as carretas do Senai, bem como o ônibus e a van de inclusão digital do Sesi, além das sedes das associações de moradores dos bairros quando necessária.

De acordo com a Fiems, o objetivo é buscar nos bairros a mão de obra em falta nas indústrias da Capital, pois muitas pessoas deixam de fazer os cursos gratuitos oferecidos por Sesi e Senai por falta de recursos financeiros para se deslocar até o centro da cidade.

No caso do Sesi, são 1.000 vagas nos cursos gratuitos de informática básica, administre seu dinheiro de forma consciente, saúde do homem, saúde da mulher, hipertensão, prevenção ao câncer de pele, noções básicas de segurança de alimentos, entre outros.

Já o Senai disponibiliza 3.763 vagas em 21 cursos gratuitos, incluindo assistente de contabilidade, ajustador mecânico, almoxarife, costureiro eclético, eletricista instalador residencial, mecânico de máquina reta e overloque, mecânico de manutenção e motores ciclo otto, pedreiro, pintor, operador de computador, entre outros.

(*) FIEMS

Moradores da região do Nova Lima, compareceram ao evento. (Foto: Assessoria)

Comentários