17/01/2013 14h58 – Atualizado em 17/01/2013 14h58

Enfrentamento à dengue inicia trabalhos para eliminar criadouros

Equipes estão concentradas na roçada e limpeza das calçadas, praças e terrenos e ainda na coleta de criadouros do mosquito da dengue

Da Redação

A Prefeitura de Três Lagoas, por meio de equipes do Departamento de Infraestrutura Urbana e Serviços Públicos, responsável pela manutenção urbana, em conjunto com as equipes de Agentes de Endemias, da Secretaria Municipal de Saúde, começou desde terça-feira (15) uma série de ações de enfrentamento à dengue, no Bairro Nossa Senhora das Graças.

O objetivo principal dessas ações é a limpeza urbana, terrenos e quintais das residências, com o intuito de localizar, retirar e eliminar o maior número de criadouros do mosquito Aedes Aegypti, vetor da dengue, ou seja, tudo o que pode armazenar água e que oferece condições para a proliferação do mosquito.

As equipes de manutenção urbana, da Secretaria Municipal de Infraestrutura, Transporte e Habitação, iniciaram a roçada e limpeza das calçadas, praças e terrenos. Ao mesmo tempo, as equipes de Agentes de Endemias estão visitando os quintais das residências para coleta e eliminação dos criadouros do mosquito.

“Fizemos um levantamento e mapeamos a Cidade, localizando os Bairros onde existem os maiores índices de infestação do mosquito e que exigem ações imediatas para a eliminação desses criadouros”, explicou o coordenador de Endemias, José Carlos Santos Coelho, conhecido por Baianinho.

Por sua vez, o diretor do Departamento de Infraestrutura Urbana e Serviços Públicos, responsável pela manutenção da Cidade, engenheiro Azevedo Garcia Júnior, informou que está “disponibilizando equipes e maquinários para atender de imediato à orientação da Vigilância em Saúde, que dá prioridade aos bairros onde foi constatado o maior número de focos de dengue”.

Concluído o trabalho no Bairro Nossa Senhora das Graças, as equipes irão deslocar-se para o Distrito Industrial e, em seguida, para Vila Alegre, Interlagos, Santa Rita e Nossa Senhora Aparecida.

Pelo último Levantamento Rápido do Índice de Infestação por Aedes Aegypti (LIRA), “esses são os bairros onde foi constatada a presença do maior número de criadouros do mosquito, vetor da dengue”, informou Baianinho.

POPULAÇÃO

Sem a “colaboração e responsabilidade da população, essas ações, que a Prefeitura está realizando no nosso bairro, não dão em nada”, comentou há 40 anos moradora do Bairro Nossa Senhora das Graças, Dalva Ângela Lopes.

“Vi este bairro se formar e se mudar para melhor, nos últimos anos. Temos mais asfalto, esta linda Praça do Obelisco, mas também temos muitos terrenos sujos e abandonados”, observou.

“No entanto, percebemos com tristeza que o povo ainda é mal educado, não conserva as benfeitorias que foram feitas e vive jogando lixo em todo o canto. É uma vergonha”, lamentou.

Para as ações do enfrentamento à dengue obterem resultados, “há necessidade da participação e responsabilidade de toda a população, que deve estar atenta e cuidadosa para não passarmos por nova epidemia de dengue”, alertou a secretária de Saúde, Eliane Brilhante.

“Só conseguiremos reduzir e até eliminar a dengue, se cada morador e dono de terrenos mantiverem limpos as suas propriedades e não deixar o lixo acumular”, comentou também a diretor de Vigilância em Saúde, Neide Yuki da Silva.

“A população tem que se conscientizar dessa responsabilidade de luta contra a dengue. Se não houver essa consciência de responsabilidade que todos temos, nosso trabalho corre o risco de ser em vão”, ressaltou Neide Yuki.

(*)Informações da Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Três Lagoas

Terrenos já começaram a ser limpos por equipes da Prefeitura. Foto: Divulgação/Assessoria

Comentários