05/09/2014 15h19 – Atualizado em 05/09/2014 15h19

Um dos acusados da morte do servidor público José Marcolino Júnior, assassinado em abril do ano passado no estacionamento da prefeitura de Arapiraca (AL), foi preso no Estado de Mato Grosso do Sul, na última quarta-feira

Da Redação

Um dos acusados da morte do servidor público José Marcolino Júnior, assassinado em abril do ano passado no estacionamento da prefeitura de Arapiraca (AL), foi preso no Estado de Mato Grosso do Sul, na última quarta-feira. Alan Ferreira da Silva de 24 anos, é considerado foragido da Justiça alagoana desde junho de 2013 e foi detido em flagrante por falsidade ideológica no município de Corumbá.

O jovem é filho do empresário Ivan Ferreira da Silva, mais conhecido como “Ivan do Posto”, que é apontado como mandante do crime e seria uma das pessoas que participaram da execução da vítima, além de Rusemberg Almeida da Silva e Célio Rodrigo de Lima Silva, que foram presos meses depois, em Arapiraca.

Alan Ferreira da Silva foi preso após abordagem da PRF (Polícia Rodoviária Federal), em flagrante por falsificação de documento. O suspeito apresentou carteira de habilitação com a foto dele, mas com nome de Renan Ricket Fernandes Casé, e com outros dados falsos. Com o auxílio da polícia alagoana, a identidade verdadeira dele foi descoberta. O suspeito está preso na Central da Polícia Federal de Mato Grosso do Sul, mas deverá ser transferido para Alagoas nos próximos dias.

(*)Com informação de Jornal da Nova

Alan Ferreira da Silva (Esq.) foi preso e Jean Carlos de Lima Silva (Dir.) continua foragido (Foto : Divulgação)

Comentários