O ano de 2021 mal começou e a Polícia Militar já registrou neste último sábado (2), a primeira morte em Três Lagoas. Jefferson José Mikuni Dias, de 34 anos, acusado de tráfico de drogas confrontou os militares durante uma abordagem policial e acabou levando a pior.

Conforme o boletim de ocorrência, policiais militares realizavam fiscalizações próximo a uma casa de shows, localizada na Rua Maria Guilhermina Esteves, conhecida por ser um local frequentado por pessoas que já possuem antecedentes criminais pela prática dos mais variados crimes, além de haver o registro de disparos de arma de fogo, bem como tentativas de homicídios e até mesmo assassinatos no local.

TENTATIVA DE ABORDAGEM

Durante a ação, os policiais visualizaram um veículo marca Hyndai, modelo HB20 de cor preta estacionado próximo ao local, do outro lado da avenida com o motor ligado e vidros escuros fechados, fato que fez com os militares se aproximassem para abordá-lo, momento em que Dias avançou contra o policial, arrancando o veículo bruscamente.

TIROS E PERSEGUIÇÃO

Com o objetivo de parar o carro, o PM efetuou disparos de arma de fogo nos pneus do automóvel, porém, o acusado continuou com a fuga. Reforços policiais foram acionados e durante o acompanhamento tático, militares avistaram o momento em que Dias jogou pela janela do carro uma sacola com grande volume.

Após percorrer por várias quadras, em diversos bairros da cidade, como Nova Três Lagoas, Novo Ipanema, Santa Rita, Nossa Senhora Aparecida e Santos Dumont, os policiais finalmente conseguiram abordar o acusado no Bairro Santa Terezinha.

Ao descer do veículo, Dias demonstrando estar completamente alterado partiu para cima de um dos militares, que revidou a ação e acabou efetuando disparos de arma de fogo, atingindo-o na perna esquerda.

CONFRONTO E MORTE

Ao ser contido, os policiais ao avistarem que Dias estava ferido, o socorreram imediatamente colocando-o no compartimento da viatura policial, encaminhando-o ao UPA para receber atendimento médico.

No local, ao abrirem a porta do compartimento de transporte de presos para que Dias descesse, os policiais foram surpreendidos por ele.

O acusado apontava uma arma de fogo, tipo revólver, calibre 38, que estava escondida nas vestes dele em direção aos militares, fato que fez com que um dos policiais efetuasse disparos de arma de fogo contra o agressor.

Equipes médicas chegaram a realizar o pronto atendimento de Dias, porém, ele não resistiu aos ferimentos, morrendo no local.

A Perícia Técnica da Polícia Civil foi acionada, encaminhando o corpo do acusado ao Instituto Médico Legal (IMOL) da cidade.

APREENSÃO DE MACONHA E SKANK

Após a morte de Dias, os militares refizeram o trajeto da fuga, encontrando no cruzamento das Ruas Getúlio Garcia Marques e B, no Bairro Nova Três Lagoas, a sacola dispensa pelo autor contendo oito tabletes de maconha, pesando aproximadamente 3.970m quilos da droga.

Além disso, ainda durante o percurso, os policiais localizaram outra sacola com 16 gramas de Skank e um rolo de plástico filme, usado para embalar drogas.

No interior do veículo, foi localizado na parte traseira um aparelho celular danificado, uma carteira de bolso cor preta contendo documentos pessoais, cartões de crédito e a quantia de R$1.700 reais em dinheiro, notas de 100 e 50 reais e uma cédula de 01 dólar.

A esposa de Dias, que estava com ele durante a ação acompanhou a apreensão da polícia e seguiu à Delegacia de Polícia Civil para as providências cabíveis.

Comentários