10/11/2006 09h34 – Atualizado em 10/11/2006 09h34

Terra

Acusados de executar três jovens em 2003 e de integrar um grupo de extermínio, o ex-policial militar Cláudio Morais e o segurança Cláudio Rodrigues foram considerados inocentes no julgamento encerrado no começo da madrugada de hoje em Guarulhos, na região metropolitana de São Paulo. O júri os considerou inocentes, na sessão realizada no Fórum da cidade, pelo placar de 5 votos a 2. Logo após a leitura do veredicto, a promotoria anunciou que irá recorrer da decisão. Rodrigo Santos, Daniel Santos e Paulo Sérgio Bernardes foram mortos em favela do Jardim Tranqüilidade, em Guarulhos, no dia 6 de abril de 2003. Morais e Rodrigues vão permenecer presos, pois serão ainda julgados por outros crimes. Um terceiro acusado, Sérgio da Silva, ainda aguarda julgamento.

Comentários