24/02/2012 15h09 – Atualizado em 24/02/2012 15h09

Durante o ano de 2011 foram quase 200 placas danificadas de sinalização de trânsito, onerando o patrimônio público em cerca de R$ 40 mil

Assessoria de Comunicação

A Administração Municipal de Três Lagoas contabilizou no ano de 2011 cerca de 200 placas e postes de sinalização danificados. Isso, sem contabilizar as placas que sofreram deterioração pelo tempo. Cada sinalização instalada custa ao Poder Público R$ 200, desta forma, foram gastos R$ 40 mil com reposição de placas danificadas, só no ano de 2011.

“Preservar a sinalização pública é respeitar a vida. Pois o objetivo das placas de trânsito é dar segurança à população. Não danificar as placas é uma questão de respeito social, de bem comum”, disse o diretor do Departamento de Trânsito do Município, Milton da Silveira.

O diretor também explicou que esse tipo de ação é crime de dano ao patrimônio público, e que o Código de Trânsito atualmente prevê penalidades para pessoas físicas e jurídicas que causarem danos à sinalização.

“O mais importante é a conscientização, pois esse dinheiro da reposição de placas é gasto sem precisão e poderia ser investido em outros setores”, destacou Milton.

SISTEMA DE CÂMERAS

A instalação da Central de Operações e Monitoramento por Câmera irá auxiliar na fiscalização e punições para esses casos. A proposta foi apresentada pela Prefeitura, em parceria com a Polícia Militar, como forma de ações mitigatórias da Unidade de Fertilizantes Nitrogenados (UFN-II) da Petrobras. A ação contempla o fornecimento de equipamentos de vídeo monitoramento e está em processo de execução.

“A população também pode denunciar, pelo telefone (67) 3929-9910, qualquer ato de pessoas tirando placas, quebrando, virando para o lado contrário ao indicado e outras situações que danifiquem o patrimônio público”, finalizou Milton.

Durante o ano de 2011 foram quase 200 placas danificadas de sinalização de trânsito, onerando o patrimônio público em cerca de R$ 40 mil
Foto: Assessoria

Comentários