25/09/2013 09h37 – Atualizado em 25/09/2013 09h37

Adolescente é esfaqueado por outro na saída de escola de MS, diz polícia

Suspeito disse à Polícia Civil, que vítima tinha ciúmes dele e o ameaçou. Policiais apreenderam faca de nove centímetros usada na ação

Da Redação

Um adolescente de 17 anos foi esfaqueado na saída de uma escola pública de Fátima do Sul, distante 237 quilômetros de Campo Grande, por volta das 11h30 (de MS) desta terça-feira. De acordo com a Polícia Militar (PM), o suspeito, um garoto de 15 anos, foi apreendido minutos depois.

Segundo registro policial, os dois meninos estudam pela manhã na Escola Estadual Senador Filinto Muller. Na saída, o mais novo esfaqueou o outro. A vítima foi socorrida pelo Corpo de Bombeiros para o hospital do município com ferimentos no braço esquerdo e nas costas. O suspeito foi apreendido próximo ao local pela PM, que o identificou através das características.

Ele foi encaminhado à Polícia Civil e, em depoimento, declarou que era amigo da namorada da vítima, e isso teria causado ciúmes. Por causa disso, teria recebido ameaças pela internet e passado a ir para o colégio armado.

O suspeito disse ainda que encontrou com o garoto por um acaso no local e o esfaqueou. A versão das testemunhas aos policiais civis é diferente. De acordo com a polícia, elas contaram que o suspeito estava esperando o adolescente perto do portão, do lado de fora da escola, o empurrou em direção ao muro e esfaqueou o braço esquerdo dele.

Depois disso, segundo os relatos aos policiais, o menino correu, foi alcançado pelo suspeito e por colegas dele, que o seguraram. Ele foi novamente ferido, dessa vez nas costas. Conforme a polícia, o adolescente só não ficou em estado grave porque estava vestido com uma jaqueta.

Segundo a Polícia Civil, nenhum dos dois envolvidos têm ficha criminal, a vítima tem bom comportamento escolar, ao contrário do suspeito, que é repetente.

EM CAMPO GRANDE

No último dia 11, uma situação semelhante a ocorrida em Fátima do Sul terminou em morte na capital sul-mato-grossense. Luana Vieira Gregório, de 15 anos, foi esfaqueada durante uma briga na frente da escola que estudava e morreu poucas horas depois na Santa Casa.

As duas suspeitas de envolvimento no caso se apresentaram quatro dias depois. A mais velha, de 18 anos, foi indiciada como coautora de homicídio doloso. De acordo com a Polícia Civil, foi ela quem levou o canivete que foi utilizado pela adolescente de 16 anos para golpear Luana. Ambas confessaram o caso.

(*) Com informações de G1 MS

Adolescente foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros para o hospital. (Foto: Ribeiro Júnior/ Agora News)

Comentários