Funcionário trabalha na Penitenciária de Dourados; ele seria o segundo servidor da Agepen positivo para a doença: a primeira foi uma agente da Capital, que estaria de férias quando se contaminou

Após a confirmação de que um dos agentes, lotado na Penitenciária Estadual de Dourados, testou positivo para Covid-19, a Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen) enviou nota a respeito dos procedimentos que devem ser tomados a partir de agora para impedir que a doença se espalhe pelo sistema carcerário.

De acordo com o comunicado, “todos os servidores do mesmo plantão do servidor, que ele teve mais contato, já foram afastados preventivamente, ficarão sob observação e passarão por testagem. Além disso, a penitenciária está passando por desinfecção geral e todos os cuidados necessários estão sendo adotados também para a preservação da massa carcerária, seguindo as orientações da equipe técnica especializada”.

Além disso, todos os servidores em unidades prisionais de Mato Grosso do Sul trabalham com máscaras de proteção, além da disponibilização de álcool 70 para a higienização constante das mãos.

A nota informa que o servidor contaminado passa bem e que esse seria o segundo caso da doença identificado em servidores da Agepen – o primeiro foi de uma servidora da capital que estava em período de férias e não teve contato com a unidade penal onde trabalha.

A falta do servidores afastados do plantão na PED está sendo coberta com pagamento de horas extras e com servidores do expediente.

Comentários