17/04/2013 15h54 – Atualizado em 17/04/2013 15h54

Deputado Akira Otsubo reforça em Ministério pedido de liberação de R$ 15 milhões para cidades sul-mato-grossenses atingidas por temporais

Os prefeitos e vice-prefeitos de Porto Murtinho, Anastácio, Bela Vista, Deodápolis, Naviraí e Caracol relataram a situação em que se encontram os municípios que administram

Da Redação

A Secretaria Nacional de Defesa Civil, vinculada ao Ministério da Integração Nacional, vai começar a liberar nos próximos três dias recursos para atender os 12 municípios sul-mato-grossenses atingidos por fortes temporais, que causaram prejuízos de R$ 15 milhões. O compromisso foi firmado hoje, em Brasília, durante reunião do deputado federal Akira Otsubo, de integrantes da bancada federal e de prefeitos com o Secretário Nacional de Defesa Civil, Coronel Humberto de Azevedo Viana Filho.

Durante o encontro, os prefeitos e vice-prefeitos de Porto Murtinho, Anastácio, Bela Vista, Deodápolis, Naviraí e Caracol relataram a situação em que se encontram os municípios que administram. O prefeito de Bela Vista, Abraão Zacarias, ressaltou que “temos a bacia leiteira no município e não há como pegar este leite. O prejuízo é muito grande”.

Viana Filho afirmou que a pasta vai atender todas as localidades, desde que já tenham o cartão bancário da Defesa Civil, que é uma obrigatoriedade para haver o repasse dos valores solicitados, e que as propostas tenham plano de trabalho de atendimento e recuperação compatíveis com os estragos.

O secretário nacional afirmou que “Eles (prefeitos) apresentaram seus projetos, suas propostas. Vamos analisar para disponibilizar os recursos, principalmente quem já estiver com o cartão da defesa civil em mãos. A análise começa agora, vamos ter dois a três dias para analisar e ver se a documentação está de acordo. Feito isso, há a disponibilização do recurso”, completando que “não há falta de recursos. Só na última MP (Medida Provisória) foram R$ 200 milhões, o valor não é a questão. Muito mais importante é o projeto, a parte técnica. Se estiver bem elaborada tecnicamente, nós vamos atender”.

Para o deputado federal Akira Otsubo a reunião demonstrou que “o peso político fez e faz a diferença. Os senadores e os deputados federais tem o seu peso, deram respaldo aos prefeitos. O conjunto faz as coisas acontecerem, por isso esses municípios vão ser atendidos, a população vai ter os recursos para recuperar os estragos causados pela chuva”.

Para o coordenador da bancada, senador Waldemir Moka, que agendou a reunião, a “o encontro foi produtivo por mostrar à Defesa Civil Nacional a gravidade dos estragos causados pelas chuvas no Estado. Vamos dar todo apoio aos prefeitos em Brasília, tanto que disponibilizei um técnico para acompanhar cada um dos processos das prefeituras sul-mato-grossenses”.

O Secretário de Defesa Civil Nacional afirmou que “se o recurso não der, a prefeitura faz prestação de contas e pede mais”, exemplificando que pode ocorrer de as despesas ficarem maiores do que foi estimado no plano de trabalho apresentado, justificando a necessidade de solicitar mais dinheiro.

As fortes chuvas atingiram sobretudo as regiões norte e sudoeste de Mato Grosso do Sul no início de abril, causados danos nas cidades de Bela Vista, Nioaque, Chapadão do Sul, Porto Murtinho, Anastácio, Aquidauana, Caracol, Cassilândia, Miranda, Bonito, Naviraí e Coxim.

(*) Com informações de Assessoria de Comunicação

Foram 12 municípios sul-mato-grossenses  atingidos por fortes temporais, que causaram prejuízos de R$ 15 milhões (Foto: Divulgação/Assecom)

Comentários