03/01/2013 10h16 – Atualizado em 03/01/2013 10h16

Desde a inauguração Albergue Municipal já atendeu mais de 5 mil pessoas

Atualmente, a média mensal do Albergue Municipal de Três Lagoas é de 170 pessoas pernoitando

Da Redação

A Administração Municipal de Três Lagoas mantém o Albergue Municipal desde 16 de março de 2009. Desde sua inauguração, o Albergue já atendeu 5.345 pessoas com alimentação, pernoite, banho, saúde e trabalho.

Antes de ser atendida pelo Albergue, a pessoa passa por uma análise social, onde é realizada uma pesquisa sobre as necessidades do indivíduo.

“Temos algumas regras”, disse o coordenador do Albergue , Dirceu Menegueli, que explicou: “A mesma pessoa tem direito a se hospedar aqui durante cinco dias, de seis em seis meses. E, só conseguimos passagem de ônibus, para esta pessoa, uma vez por ano”.

A lei especifica que a passagem não deve ultrapassar a distância de 200 km, mas em casos específicos, como de doenças e gravidez de risco, a Administração Municipal já auxiliou pessoas a voltarem para Campo Grade, Goiânia e São Paulo.

O albergado tem direito a três refeições diárias: café da manhã, almoço e janta. Se necessário à coordenação do Albergue disponibiliza roupas, sapatos e um kit de higiene (escova de dente, toalha, sabonete, desodorante para os pés e axilas, pasta de dentes e escova de cabelo e de dente). No local também há uma equipe que lava as roupas do albergado.

Atualmente, a média mensal do Albergue Municipal de Três Lagoas é de 170 pessoas pernoitando.

2009

No ano da inauguração da casa, foram atendidas 953 pessoas, sendo disponibilizadas 687 passagens de ônibus, 72 pessoas conseguiram ser inseridas no mercado de trabalho e 92 tiveram atendimentos na saúde.

“Sinto-me honrado em fazer parte deste trabalho desde que ele teve início. Ajudar as pessoas que necessitam faz bem não só pra elas, mas pra mim também. Tenho 69 anos e este trabalho é o que eu mais gosto de fazer, não é só um trabalho: é a minha terapia, é a minha vida”, desabafou o coordenador do Albergue.

2010

No ano seguinte a inauguração foram 1.390 pessoas atendidas, sendo que 1.008 pernoitaram no Albergue. Dessas, 721 receberam passagem para voltar à cidade de origem, 86 necessitavam de novos documentos e 232 foram reinseridos no mercado de trabalho.

Dos atendidos em 2010, 310 já haviam passado pelo Albergue no ano anterior e, 13 deles tiveram que permanecer no local, pois não tinham para onde ir.

Alguns estrangeiros também receberam atendimentos, foram nove pernoites no decorrer daquele ano: uma do Uruguai, duas do Peru, uma do Paraguai, duas da Argentina, uma da Tchecoslováquia e duas pessoas do Chile.

2011

Em 2011 foram 1.904 pessoas atendidas, sendo 1.505 pernoites, 631 passagem de ônibus para as pessoas voltarem a conviverem com suas famílias em outras cidades, 124 atendimentos diversos, 248 foram reinseridos no mercado de trabalho, sendo que 411 já possuíam passagem pelo Albergue. Os estrangeiros foram: uma pessoa do Uruguai, duas do Peru, uma do Paraguai e duas da Argentina.

2012

Para o ano de 2012, o relatório foi fechado até 17 de dezembro. Neste período foram 1.656 pessoas atendidas, 1.184 pernoitaram, 874 receberam passagens para voltarem às suas cidades de origem, 472 eram reincidentes, 118 foram auxiliadas na readaptação do convívio da família, 463 foram recolados no mercado de trabalho, 13 permanecem no Albergue por não terem para onde ir, 231 receberam tratamento contra o alcoolismo e 82 receberam atendimentos psicoativos. Dos estrangeiros foram contabilizados dois uruguaios, dois peruanos, um paraguaio, dois argentinos, um belga, dois chilenos e dois espanhóis.

(*)Informações da Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Três Lagoas

o Albergue já atendeu 5.345 pessoas com alimentação, pernoite, banho, saúde e trabalho. Foto: Arquivo/Perfil

Comentários