06/06/2015 08h39 – Atualizado em 06/06/2015 08h39

Após se reunir com correligionários na Capital para discutir as eleições municipais do ano que vem, o ex-governador André Puccinelli (PMDB) chega a Dourados. O encontro no segundo maior colégio eleitoral do Estado será no próximo dia 8, segunda-feira. Por lá, alguns nomes surgem com força nessa disputa, mas tudo leva a crer que o deputado Geraldo Resende terá o nome referendado pelo partido na briga pela sucessão de Murilo Zauith (PSB). Mesmo apontado como provável candidato, o deputado estadual Renato Câmara não deve entrar nessa seara.

DEFINIÇÃO

O Tribunal de Justiça vai julgar na próxima quarta-feira o mandado de segurança impetrado pelo ex-conselheiro José Ricardo Cabral, e pelo ex-deputado estadual Antônio Carlos Arroyo (PR) sobre a indicação do segundo ao Tribunal de Contas do Estado. O republicano foi indicado à vaga pelo então governador André Puccinelli (PMDB), mas os demais conselheiros consideraram irregular o pedido de aposentadoria de Cabral e barraram a nomeação na Justiça. Com o cargo vago desde o início desse imbróglio, cabe ao TJ por um ponto final nessa história.

BAGUNÇA

O balaio de gatos que virou a ascensão e queda de Alcides Bernal (PP) na prefeitura da Capital mais parece uma novela sem fim definido por seus autores. Depois de idas e vindas, agora o STF deverá ouvir todos os vereadores da época, digo assim porque a Câmara não mantém a mesma configuração de quando cassou o progressista, e decidir se fica tudo como está ou se ele volta. O assunto já rendeu de tudo um pouco. O que mais se vê ultimamente nas redes sociais são vídeos comprometedores. Se tudo isso for levado a sério, muita gente boa vai ter que se explicar.

SEM VACINA

A deputada Mara Caseiro (PTdoB) esteve na Assembleia Legislativa do Paraná, onde discutiu-se a certificação de área livre de febre aftosa sem vacinação do rebanho. Hoje, no país, o único Estado que tem essa chancela é Santa Catarina. A parlamentar quer trazer essa discussão para Mato Grosso do Sul, que tem a chance de abrir mercados internacionais importantes, como Japão, Estados Unidos e Canadá, exportando, inclusive, carne suína, entre outros produtos de origem animal.

BAY BAY

Os dois vereadores de Ribas do Rio Pardo que estavam a caminho da guilhotina, retrocederam, deram meia-volta e decidiram renunciar aos seus mandatos. Eles seriam julgados na sessão de ontem (5) pelos demais colegas. Mas com remotíssimas chances de absolvição, deram outro final a suas carreiras políticas. Caso fossem cassados pela Câmara, além do desgaste a que seriam submetidos, também ficariam inelegíveis. Com isso, o Legislativo daquele município encerra esse triste episódio em que envolveu 8 dos 11 vereadores da cidade.

Comentários