29/07/2017 15h09

Alunos do projeto AJA começam o segundo semestre colhendo hortaliças

De acordo com os coordenadores, a ação tem como objetivo uma interação entre as matérias e o dia-a-dia dos alunos.

Flávio Veras

Os alunos do Projeto-AJA, da Escola Estadual Afonso Pena, na cidade de Três Lagoas, iniciaram as aulas do 2º semestre colhendo as hortaliças do projeto : Horta Na Escola “Relação Cidade Campo”. A iniciativa partiu dos professores, Heloísa Sokolowski e Rogério Santana, que fizeram uma aglutinação das matérias Geografia e Ciências.

De acordo com os coordenadores, a ação tem como objetivo uma interação entre as matérias e o dia-a-dia dos alunos. O projeto ocorreu junto com a equipe multidisciplinar, composta pela coordenadora Flavia Previato, assessora Aline Bertuci e psicóloga Ruãnita Suellen Costa e a colaboração dos demais professores.

Conforme a assessora da AJA, Aline Bertuci, o espaço utilizado para horta, era um local vazio e sem utilidade. Os docentes, forneceram a parte prática e pedagógica, ainda colaboraram financeiramente com as mudas, matérias de jardinagem, e a mão de obra. A pintura dos pneus ficou a encargo dos professores responsáveis pela acolhida, com a doação das tintas advindas da direção.

“A participação ativa dos alunos e o comprometimento em torná-los protagonistas de sua própria história, foi parte fundamental do trabalho, que não chegou ao fim, terá continuidade e replanta durante o restante do ano letivo”, projetou.

Segundo a diretora adjunta, Eliane Sacramento Rocha, a horta na escola despertou nos alunos o interesse em consumir alimentos saudáveis, a cooperação na construção da horta, o prazer em ajudar. Muitos alunos vieram no período contrário para ajudar. “Alunos considerados alunos problema na escola. Foi muito bom ver a participação e empenho deles. Alguns professores se revezaram nas férias e vieram até a escola cuidarem na horta. Eu, por exemplo, na ausência dos professores, molhava todos os dias a horta”, enalteceu.

“Já para a professora de Geografia e Desenvolvimento Social, Heloísa Sokolowski, “a relação cidade e campo, surgiu da necessidade de trabalhar com a formação de valores nas novas gerações e a valorização da dependência da cidade com o campo, principalmente a cultura da agricultura familiar e do pequeno produtor”, pontuou.

E o professor de Ciências Biológicas, complementou dizendo que “quando decidimos montar uma horta na escola, pensamos logo que seria totalmente orgânica, sem uso de nenhum tipo de agrotóxico, com métodos que respeitam o meio ambiente, trazendo aos estudantes uma cultura nutritiva, motivando-os a produzir seu próprio alimento. Parafraseando, Aristóteles, ‘é fazendo que se aprende a fazer, aquilo que se deve aprender a fazer”

Para a diretora do colégio os alunos do projeto são as pérolas do Afonso Pena. “Eles fazem a diferença em nossas vidas. Trazem luz e esperança de um futuro que não conseguíamos enxergar mais. Temos orgulho do projeto, em nossa escola”, finalizou.

Os professores  fizeram uma aglutinação das matérias Geografia e Ciências (Foto; Assessoria/ Divulgação)

Comentários