26.5 C
Três Lagoas
quinta-feira, 18 de agosto, 2022
InícioNotíciasGeralAmbiental prende caçadores e empresário que organizava caçadas

Ambiental prende caçadores e empresário que organizava caçadas

24/01/2011 00h23 – Atualizado em 24/01/2011 00h23

Foram presos em flagrante cinco pessoas, quatro caçadores e o dono da pousada Araraúna

O empresário não possuía licenciamento ambiental da pousada e foi multado em mais R$ 50.000,00. Ele também responderá por este crime de funcionar atividade potencialmente poluidora sem autorização ambiental

Assessoria de Comunicação

A Polícia Militar Ambiental recebeu denúncias de que o proprietário da Fazenda Santa Emília, antiga “Pousada Araraúna” estaria levando grupo para praticar caça na propriedade. A partir daí, o Comandante da PMA de Aquidauana, por ordem do Comando da Polícia Militar Ambiental realizou com uma equipe, trabalhos de inteligência que indicavam serem verdadeiras as denúncias. Foi solicitado, então, ao judiciário um Mandado de Busca e Apreensão, que foi expedido. Os policiais prepararam para realizar a operação, quando o serviço de inteligência confirmasse que havia gente praticando caça na fazenda.

FLAGRANTE

Dessa forma, neste fim de semana, a PMA preparou uma operação Comandada pelo Capitão Daniel Elias dos Santos, responsável por todo o processo de apuração, com mais vários policiais de Campo Grande, Rio Negro e Aquidauana, que foram ontem à tarde até a fazenda e prenderam cinco homens praticando caça e que haviam matado naquele dia 05 jacarés grandes e apreenderam várias armas.

CARCAÇAS

Em volta da sede da fazenda, os policiais encontram diversas carcaças de animais abatidos em dias anteriores. Eles puderam contar nas imediações 03 carcaças de jacarés, 01 de capivara, 01 de queixada e mais algumas que estavam somente ossadas e não houve como identificar, indicando que a prática de caça estava sendo comum na propriedade.

Foram presos: Ugo Furlan, residente em Campo Grande, proprietário da fazenda e organizador das caçadas; Luiz Carlos de Oliveira, Givaldo dos Santos e Eder Alves Pinto, residentes em Campo Grande e Edson Antonio Furlan Possari, residente em Adamantina-SP. Eles foram presos no momento em que praticavam caça e já haviam abatido 05 jacarés, os quais foram encontrados na carroceria do veículo Toyota Hilux, placas HSY 9534 de propriedade de Ugo Furlan.

ARMAMENTO APREENDIDO

As armas utilizadas para a caça e que foram apreendidas foram: 01 espingarda calibre 22 sem registro e 50 munições localizadas no veículo Toyota Hilux, Placas NRF 7397 de propriedade de Luiz Carlos de Oliveira e, no veiculo Ford Ranger, placas JRT 0845 de propriedade de Givaldo dos Santos foram localizados 01 revólver calibre 22 e 02 espingardas calibre 22, sem registro, além de 61 munições calibre 22. Todos os veículos também foram apreendidos. Também foram encontradas 02 tarrafas que foram apreendidas, além de 02 facões e facas que eram utilizadas para tirar o couro e limpar os animais abatidos.

VOZ DE PRISÃO

Diante dos crimes, foi dada voz de prisão aos caçadores, que foram conduzidos, juntamente com o material apreendido, à delegacia de Polícia Civil de Aquidauana, onde eles foram autuados em flagrante, na madrugada de hoje, por porte e posse ilegal de arma; por crime ambiental de caça e por formação de quadrilha e bando armado. Pelo crime ambiental de caça ilegal, eles poderão pegar pena de 06 meses a 01 ano de detenção; pelo porte ilegal de arma, poderão pegar pena de 02 a 04 anos de reclusão; pela posse ilegal de arma de 01 a 03 anos de detenção e, pela formação de quadrilha, pena de 01 a 03 anos de reclusão.

SEM LICENÇA

Além disso, cada autuado recebeu multa administrativa de R$ 2.500,00 pela caça dos animais silvestres, perfazendo um total de R$ 12.500,00. O proprietário da fazenda, Ugo Furlan, ainda não possuía licenciamento ambiental da pousada e foi multado em mais R$ 50.000,00. Ele também responderá por este crime de funcionar atividade potencialmente poluidora sem autorização ambiental. A pena é de três meses a 01 ano de detenção.


Policial Ambiental exibe animais jacarés abatidos pelo grupo de caçadores (Foto: PMA)


Carcaça de jacaré encontrada na fazenda durante operação da Ambiental (Foto: PMA)

Policiais ambientais exibem armas apreendidas e no fundo os animais abatidos ilegalmente (Foto: PMA)

https://youtube.com/watch?v=-_W8v0Ux8Cg

Comentários
MATÉRIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

error: Este Conteúdo é protegido! O Perfil News reserva-se ao direito de proteger o seu conteúdo contra cópia e plágio.