17/11/2006 17h06 – Atualizado em 17/11/2006 17h06

Conjuntura Online

O governador eleito de Mato Grosso do Sul, André Puccinelli, fez nesta sexta-feira, durante encontro com colegas eleitos pelo PMDB, duras críticas a caciques do partido e defendeu a unidade no grupo. “Entendo que o governo federal sabiamente sabe valorizar um partido que tem a historia do PMDB e que pode melhor e qualificar sobremaneira seu governo – defendeu, durante o ato político, em Florianópolis (SC). O governador eleito criticou a iniciativas isoladas de negociação com o governo como as promovidas pelos caciques peemedebistas José Sarney (AP) e Orestes Quércia (SP). “Não concordo com posições pessoais, não tenho filha para nomear em ministério e entendo que o partido se sobrepões a todas as querelas. Portanto, o partido em primeiro lugar, com uma pauta nacional e uma pauta estadual”, disse. André Puccinelli foi o primeiro a chegar à Capital catarinense. Ele desembarcou no final da tarde de ontem no Aeroporto internacional Hercílio Luz. Em uma rápida conversa com a imprensa, o governador adiantou que iria defender a unidade do partido em defesa de uma pauta nacional que atenda interesses dos estado e municípios. Ele defende, entre outras ações, o compartilhamento das contribuições da União para com os estados e municípios e a criação de um fundo de desenvolvimento regional. O governador sul-mato-matogrossense, que tomará posse em janeiro, defendeu a participação do PMDB na administração Lula.

Comentários