Internado no Hospital Regional, seu Bento foi diagnosticado com coronavírus por acaso e, segundo a família, passa bem. Ele mora em Campo Grande, mas viveu por muitos anos em Aquidauana

Depois de tanto tempo testemunhando histórias envolvendo o coronavírus, a gente acha que mais nada pode nos surpreender – mas pode. Um senhor de 102 anos, seu Bento do Nascimento, pegou covid-19 e passou sem maiores sustos pela doença.

A história é difícil de acreditar, mas é verdade. Pai de oito filhos, Bento nasceu em 23 de fevereiro de 1918, como comprova sua carteirinha do SUS. Ele mora em Campo Grande com uma das filhas, no Jardim Aeroporto, mas viveu muitos anos em Aquidauana.

Segundo Nayara Souza Nascimento, neta de Bento, e quem nos conta essa história, o avô deve ter pegado a doença na casa da filha, tia dela. Porém, não é possível afirmar, pois a sequência de fatos que antecede o diagnóstico é nebulosa.
Por já ter dificuldades inerentes a idade, seu Bento passava com frequência pela internação nas unidades de saúde. Com dificuldade de se alimentar, a internação temporária foi uma opção para ele se alimentar corretamente com ajuda de especialistas.

“Ele foi levado para o posto do Coronel Antonino e chegou a fazer o exame de coronavírus, porque algumas pessoas na casa que ele morava haviam testado positivo, mas o dele deu negativo”, explica inicialmente Nayara.

Como o quadro não evoluía, seu Bento foi transerido para o Hospital São Julião, que não é referência noo tratamento contra coronavírus. Até por isso existe um prazo de três dias isolado para testar o paciente que chega.

“Ele foi testado e, para nossa surpresa, deu positivo para covid-19. Das duas uma: ou o primeiro exame deu falso negativo ou ele pegou durante a internação no posto de saúde”, acredita.

Assim que o exame saiu, Bento foi transferido para o Hospital Regional, referência no tratamento, onde está internado há uma semana. Segundo a família, não é nem possível afirmar que ele teve sintomas, pois apresentou dificuldades que já havia apresentado antes, o que leva a crer que uma pessoa de 102 anos pode ter passar pelo coronavírus assintomático.

“Agora ele este bem, internado no Hospital Regional, assistido pela equipe e também por alguém da família. Isso porque ele já tem os costumes dele que nós conhecemos”, explica Nayara.

Lucas Mamédio / CAMPO GRANDE NEWS

Comentários