28/06/2017 16h22

Animais saíram de Santarém no estado do Pará e tinha como destino Araçatuba (SP).

Flávio Veras

O gado que estava em uma carreta que tombou na manhã de hoje (28) na BR 262 ainda está sendo removido. Apesar do acidente ter acontecido por volta das 8h30, os trabalhos para a retirada dos animais só tiveram início as 14h. A carga partiu de Santarém no estado do Pará e tinha como destino Araçatuba (SP), segundo informações do proprietário dos bois.

O local está repleto de moradores próximos bairros próximos do local. Imaginando que se tratava de uma carga morta, algum deles foram até o lugar com facas e outros objetos cortantes para recolher a carne. No entanto, a presença de agentes Polícia Rodoviária Federal (PRF), com o auxílio de policiais militares, coibiu a ação dos curiosos.

Alguns deles estão ajudando na remoção, na esperança de que o gado morto seja dado como recompensa. Porém, segundo a PRF, caso eles consigam adquirí-los, não poderão carnear no local por uma questão de saúde pública. Portanto, terão que transportá-los até suas residências ou para outros locais apropriados.

TRABALHOS

Uma espécie de cercado (piquete) foi montado em volta do caminhão para evitar que o gado fuja, situação que pode provocar algum acidente com veículos ou populares. Além disso, para liberá-los das grades do compartimento de cargas, as ferragens foram cortadas com um maçarico. Um caminhão guincho (munck) está sendo utilizado para desvirar a carreta e uma retroescavadeira para fazer uma espécie de rampa para que os bois subam em outro veículo.

Todo esse trabalho está sendo coordenado pelo dono dos animais, que está no local. O fazendeiro explicou que eles seriam levados até sua fazendo para a engorda. Questionado sobre o número de mortos, o fazendeiro disse ainda não saber, pois, como estão sendo manejados ainda não foi possível contabiliza-los.

TRANSPORTE

Ele também falou que o veículo acidentado, que possui seguro, é de uma empresa prestadora este tipo de serviço e que o responsável já está a caminho de Três Lagoas com um cavalo mecânico para levar a carreta.

Um fiscal tributário, que estava no local, confirmou a reportagem do Perfil News que ao passar pela pesagem foi constatado que quatro animais já haviam morrido durante a viagem entre as duas cidades, que tem uma distância de 2.789 Km.

VÍTIMAS

Se envolveram no acidente quatro pessoas. No transporte de animais estavam o motorista, sua esposa e o filho de apenas dois anos. No entanto, apenas a mulher acabou fraturando o braço e foi socorrido até o Hospital Auxiliadora onde recebeu atendimento e permanece. O motorista de um outro veículo envolvido no acidente, também não sofreu nenhum ferimento.

A presenças de agentes da PRF e PM gataram que a ordem no local fosse garantida(Foto: Ricardo Ojeda)

Comentários