05/07/2017 08h53

O fato ocorreu um dia após a instituição divulgar um balanço que apontou recorde no número de apreensões de drogas em Mato Grosso do Sul.

Flávio Veras

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) reduziu o policiamento e anunciou outras medidas para conter gastos que entraram em vigor nesta quarta-feira (5). O fato ocorreu um dia após a PRF divulgar um balanço que apontou recorde no número de apreensões de drogas em Mato Grosso do Sul, em um único semestre. De acordo com a instituição, as ações estão ligadas à redução do orçamento decretada pelo governo federal em março deste ano.

Ainda conforme o órgão, as medidas adotadas foram selecionadas de maneira que impactem o mínimo possível as atividades e que possam ter reversão sem prejuízos à administração quando existir uma recomposição orçamentária.

Portanto, como um limite para aquisição de combustível, manutenção e diárias, a PRF tomou as seguintes providências:

  • Suspensão, a partir da quinta-feira (6), dos serviços de escolta de cargas superdimensionadas e escoltas em rodovias federais;

  • Suspensão imediata das atividades aéreas (policiamento e resgate aéreo);

  • Redução imediata dos deslocamentos terrestres de viaturas em patrulhamento;

  • Desativação de unidades operacionais;

“Buscaremos diminuir o prejuízo no atendimento de ocorrências emergenciais, priorizando atendimento de acidentes com vítimas, auxílios que sejam de competência exclusiva da PRF e enfrentamento a ilícitos”, diz um treco da nota.

Em outro ponto do texto, a PRF explicou que a desativação de unidades operacionais se dará conforme planejamento e adequação regional. Já o horário de funcionamento das unidades administrativas também será alterado. O atendimento ao público será priorizado dás 09h e 13h.

REVERTER O QUADRO

No fim da nota, a instituição explicou que “a Polícia Rodoviária Federal, em conjunto com Ministério da Justiça e Segurança Pública, já está em tratativas com Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão para uma célere recomposição do orçamento e consequente reestabelecimento dos serviços e normalização da atuação da instituição”.

BALANÇO EM MS

As apreensões de drogas, como maconha e cocaína, da Polícia Rodoviária Federal (PRF) triplicam e bateram recorde no Mato Grosso do Sul em 2017. Nesse primeiro semestre o órgão já contabilizou a apreensão de 103,7 toneladas de drogas no Estado. Em quatro anos de trabalho no estado, a PRF apreendeu 432 toneladas.

Os números são da Superintendência Regional em Mato Grosso do Sul. Nos primeiros seis meses de 2016, foram apreendidas 34,5 toneladas. Portando, se forem comparados os períodos, nota-se que foram feitas quase o triplo de apreensões este ano. Em todo o ano a passado, onde o último recorde foi batido, foram 119.946 Kg de entorpecentes interceptados.

Portanto, pode-se considerar que este ano equivale a 85% de flagrantes realizados no ano anterior. Além disso, eles também superam a 31% de toda a droga apreendida nos últimos quatro anos.

As ações estão ligadas à redução do orçamento decretada pelo governo federal em março deste ano. (Foto: PRF/Divulgação)

Comentários