15/08/2017 13h31

Prefeitura e concessionária validaram propostas discutidas com a sociedade, durante reuniões intermediadas por vereadores

Redação

O processo de mobilização feito pela Câmara, para melhorias na Zona Azul, teve resultados. A Prefeitura e a empresa Central Park estão formalizando a assinatura do novo contrato para adequação do estacionamento rotativo, na área central da cidade. Ainda esta semana, o aditivo do contrato deverá ser publicado no Diário Oficial do Município.

Por iniciativa dos vereadores, foram promovidas diversas reuniões com representantes de entidades, da sociedade civil, da prefeitura de Três Lagoas e da empresa, para resolver inúmeras reclamações da população quanto à cobrança do serviço.

Na última reunião do grupo, datada de abril deste ano, foi apresentada uma carta resposta elaborada pela empresa concessionária do serviço, a Central Park, se comprometendo a implantar todas as mudanças reivindicadas.

Entre as mudanças garantidas por meio das discussões intermediadas pelos representantes do Legislativo Municipal estão: a redução da taxa de regularização (multa) de R$ 8,00 para R$ 4,00, sem devolução de créditos para posterior utilização; aumento no número de vendedores de 24 para 30; criação do prazo de 20 minutos de tolerância para regularização, após a notificação; melhorias na sinalização de gratuidade por 15 minutos em farmácias; implantação do fracionamento da tarifa, ou seja, cobrança também por apenas 30 minutos de uso (R$ 0,80 para carros e R$ 0,30 para motocicletas); extinção das vagas instaladas na praça Senador Ramez Tebet (até um ano); gratuidade para idosos e deficientes físicos, nas vagas demarcadas e com veículos previamente cadastrados em nome do beneficiado; aumento na quantidade de vagas para motocicletas e emissão do CNPJ da Central Park nos tickets vendidos em pontos de venda parceiros (lojas).

Para o presidente da Câmara, vereador André Bittencourt, toda mobilização feita pelos vereadores foi fortalecida com a assinatura do contrato e a adoção de todas as medidas. Além disso, todas as modificações foram definidas de forma democrática e com todos os envolvidos com a questão. “É papel da Câmara representar a vontade da coletividade. O serviço estava gerando muito descontentamento por parte dos usuários do estacionamento rotativo. Agora aguardamos a publicação no novo contrato, que deve ser em breve, para que o serviço seja justo para todos”, destaca Bittencourt.

(*) Assessoria de Comunicação Câmara Municipal

Reunião sobre a Zona Azul realizada em abril (Foto/Assessoria)

Comentários