20.6 C
Três Lagoas
quarta-feira, 20 de outubro, 2021
InícioNotíciasApós procedimento estético na fronteira de MS, mulher tem rosto desfigurado

Após procedimento estético na fronteira de MS, mulher tem rosto desfigurado

O caso foi parar delegacia da cidade, onde a mulher registrou queixa e deve entrar com processo por perdas e danos

A procura por procedimentos estéticos e cirurgias plásticas para o tratamento das mais diferentes alterações e áreas do corpo está cada vez mais acentuada é um mercado garantido que atrai mais profissionais na área. Entre os tratamentos mais procurados pelos pacientes estão aqueles para rejuvenescer o rosto.

Porém se você pensa em fazer algum procedimento estético procure sempre um profissional especializado, que tenha condições de estrutura para oferecer um atendimento adequado, com resultados que lhe agrade.

TRÊS LAGOAS

Infelizmente existem casos que o sonho de modificar o corpo, com uma silhueta mais enxuta ou o rosto sem a presença a rugas, assim como os cílios atraentes termina em pesadelo.

Em Três Lagoas já ocorreram vários casos dessa natureza e alguns deles foi parar na justiça, como é o caso de uma comerciante que ao fazer uma cirurgia plástica na barriga (foto) o resultado não foi como o esperado, ficando com essa região do corpo desfigurado.

Além disso, outros casos, com menos intensidade são divulgados com muita frequência nas páginas das redes sociais, gerando muito bate-boca.  

DA CLÍNICA PARA DELEGACIA

Uma ocorrência dessa natureza aconteceu na cidade de Ponta Porã, onde a mulher teve o rosto desfigurado após a realização de um procedimento estético em uma clínica localizada no bairro Santa Izabel. A paciente registrou queixa e deve entrar com processo contra a clínica.

A vítima relatou que na primeira sessão foi aplicada toxina botulínica e que logo em seguida ela percebeu, que uma das sobrancelhas estava mais alta que a outra. Aos oito dias, a vítima teria retornado ao local para a segunda sessão e a ′′ profissional ′′ teria dito que era normal um ser mais alto que o outro e que, na época, a paciente podia escolher qual altura de sobrancelha seria a ideal.

Após o procedimento, a paciente teria reclamado que estava com muitas dores de cabeça e que os resultados esperados não foram obtidos. Depois de 30 dias, a mulher retornou ao estabelecimento onde realizou a quarta sessão, retocando os pontos com toxina botulínica para minimizar as linhas de expressão, fato que segundo ela, desencadeou o início de um pesadelo.

Segundo a vítima, a área dos olhos estava inchada, o que a impedia de enxergar, foi aí que a vítima começou a chamar a responsável que rejeitou suas chamadas. Após várias tentativas, ele entrou em contato e relatou o que estava acontecendo. Depois foi-lhe indicado para ir à clínica e, daí, dirigiram-se para uma farmácia onde foi administrada uma injeção de Decadron à paciente.

O medicamento receitado pela clínica é recomendado para o tratamento de choque, quando são necessárias altas doses, voltadas para a contenção de hemorragia. Após o aplicativo, a mulher voltou para casa e os efeitos colaterais continuaram piorando e ela teve que ser internada no Hospital Regional.

(*) Com informações Mídia Max News – Marcos Morandi

Comentários
MATÉRIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Comentários
error: Este Conteúdo é protegido! O Perfil News reserva-se ao direito de proteger o seu conteúdo contra cópia e plágio.