10/09/2018 14h28

Aproximadamente 27 mil mesários devem trabalhar nas eleições em MS

Em Campo Grande, o número de voluntários é de 8,8 mil

Redação

Aproximadamente 27 mil mesários devem trabalhar nas 6.848 zonas eleitorais de Mato Grosso do Sul, só em Campo Grande, esse montante chega a 8,8 mil, de acordo com dados do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MS).

O levantamento foi feito com base em norma do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que determina, no mínimo, quatro mesários por seção eleitoral. Segundo o TSE, cerca de 50% do total de mesários do Brasil são voluntários.

Os números de mesários em MS, de acordo com dados do TRE, são para o primeiro e segundo turno. De acordo com o TRE, a maioria dos mesários do Estado são voluntários e as inscrições ficam abertas até próximo às eleições que ocorrem no dia 7 de outubro.

Cada cartório eleitoral fica responsável pelo treinamento de seus mesários e os treinamentos já começaram. Alguns ocorrem no Fórum, outros no TRE e tem aqueles cartórios que destinam a preparação à distância.

Campo Grande tem seis zonas eleitorais, são elas: 8ª, 35ª, 36ª, 44ª, 53ª e 54ª.

No exterior os eleitores poderão votar apenas em presidente e, aproximadamente, 7 mil pessoas participam como mesários em seções eleitorais fora do Brasil.

BENEFÍCIOS DE SER MESÁRIO

De acordo com o TSE, os mesários poderão ter dois dias de folga para cada dia trabalhado como mesário; dois dias de folga para cada dia de treinamento oferecido pela Justiça Eleitoral; certificado dos serviços prestados à Justiça Eleitoral; auxílio-alimentação de até R$ 35; preferência no desempate em concursos públicos (desde que previsto em edital); utilização das horas trabalhadas nas eleições como atividade curricular complementar em algumas universidades.

Para ser mesário, o eleitor precisa completar 18 anos até o 1º turno das eleições e tem de estar em dia com a Justiça Federal. Os Tribunais Regionais Eleitorais (TREs) estimulam que os eleitores se voluntariem para a atividade pelo programa “Mesário Voluntário”. Candidatos e os respectivos parentes não podem ser mesários. Neste ano, os mesários foram convocados até 8 de agosto.

(*) Correio do Estado

Foto: Divulgação

Comentários