18/04/2015 08h03 – Atualizado em 18/04/2015 08h03

Causou estranheza a ida do presidente da Assembleia Legislativa, Júnior Mochi (PMDB), à tribuna para contestar o relatório sobre a situação financeira do Estado produzido por auditoria particular. Todos esperavam, na verdade, que o líder do PMDB na Casa, Eduardo Rocha, fosse o nome escolhido pelo ex-governador André Puccinelli (PMDB) para fazer sua defesa diante dos demais parlamentares e da imprensa. Meio sem jeito, o peemedebista fez o que tinha que fazer e deu o caso por encerrado.

TRIO

Apenas três deputados federais de Mato Grosso do Sul assinaram o requerimento no qual a oposição pede a abertura de CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social). Tereza Cristina (PSB), Elizeu Dionízio (SD) e Luiz Henrique Mandetta (DEM) foram os signatários do Estado na luta pela investigação nas contas da instituição. Os demais não aderiram ao movimento e resolveram não apor suas assinaturas no documento. Alguns, por razões óbvias.

CRISE

Por conta da grave crise que começa a afetar a receita de estados e municípios, o prefeito da Capital, Gilmar Olarte (sem partido) resolveu cortar gratificações de funcionários graduados da prefeitura. Impopular, porém, necessária, a medida visa equacionar a receita e, com isso, não deixar que a falta de dinheiro prejudique setores essenciais de sua administração. Como diz antigo ditado, é preferível perder os anéis de que os dedos. Assim, ele vai tocando sua gestão à espera de melhores dias.

S.O.S

Presidente regional do PTB, Ivan Louzada faz das tripas coração na tentativa de juntar os cacos e reestruturar o partido em Mato Grosso do Sul. Passageiro do ônibus de Delcídio do Amaral (PT) na campanha eleitoral do ano passado, na qual o senador saiu derrotado no segundo turno, o grupo também saiu abalado das urnas. Na quinta-feira, o dirigente criou as comissões provisórias em Selvíria, Amambai, Tacuru, Ponta Porã e Itaporã.

CAOS

Igualmente chamuscado, o PT também tenta se reerguer no Estado. O comando regional organiza 12 encontros em municípios do interior visando discutir as próximas eleições e outros assuntos. Na segunda-feira, os encontros devem ocorrer em Corumbá, Ladário, Nova Andradina, Ivinhema, Coronel Sapucaia, Aquidauana, Bodoquena, Vicentina, Eldorado, Japorã e Mundo Novo.

Comentários