07/06/2017 17h03

Equipamento, que é utilizada como arsenal de guerra, serve para derrubar aviões ou helicópteros em combate

Flávio Veras

Uma nota divulgada pelo Departamento de Operações de Fronteira (DOF), nesta terça feira (7), informou que foi utilizada uma metralhadora ponto 50 no roubo ao carro forte, em Amambai. A arma, que é utilizada como arsenal de guerra, serve para derrubar aviões ou helicópteros em combate. O equipamento é de uso restrito as forças aramadas.

Devido à gravidade da ocorrência, sete equipes do DOF se deslocaram para a região e local do fato para reforçar o policiamento em apoio a Policia Rodoviária Federal (PRF) e Polícia Militar (PM).

Ainda de acordo com o departamento, os criminosos estavam fortemente armados e destruíram o carro forte usando a ponto 50, que tem um alto grau de periculosidade. O DOF realizou o policiamento itinerante na região do atentado e não localizou suspeitos. Além do armamento, foram utilizados explosivos no veículo.

Entenda o Caso

Nesta terça-feira (6), a equipe da base operacional de Amambai foi acionada por causa de um assalto a um carro forte, com uso de explosivos. O crime aconteceu por volta das 10h, na rodovia MS-156, próximo ao quilômetro 40, entre as cidades de Amambai e Caarapó.

Equipes da Polícia Militar (PM) e da Policia Militar Rodoviária Estadual (PMRE) estiveram pelo local realizando o isolamento da via. O crime aconteceu em um local de difícil comunicação.

Segundo informações apuradas pela polícia, os vigilantes foram socorridos. O veículo que teria sido utilizado no assalto seria um Tucson (SUV), que foi queimado no meio da pista. O carro forte também ficou destruído com a explosão.

Ainda não há informações sobre os bandidos que fugiram após o assalto e nem que veículo estariam usando.

A polícia civil está investigando o fato.

Além do armamento, foram utilizados explosivos no veículo

Comentários