Segundo informações obtidas pelo Perfil News, ele teria chegado consciente ao hospital. A complicação de saúde que ele pode ter é ficar com a audição do ouvido direito comprometida

De acordo com informações exclusivas obtidas pela reportagem do Perfil News, o assassino da professora, Angela Maria Jorge chegou consciente ao hospital no início da madrugada deste sábado. Carlos Roberto Felipe, o Baturu, atirou contra a ex-namorada após ela sair de um baile que acontecia no clube da Terceira Idade, em Três Lagoas.

Segundo informações, a vítima estava no interior do clube, quando ela avistou Baturu, que não concordava com o fim do relacionamento. A vítima temendo que algo poderia acontecer pediu para um parente que a levasse embora, quando ela estava entrando no veículo o ex-namorado se aproximou dizendo que ele a levaria. Com a recusa da vítima, Baturu sacou do revólver calibre 32 efetuando dois disparos contra a vítima. Um dos projéteis atingiu a axila, disse o perito que atendeu a ocorrência. Provavelmente essa perfuração teria atingido órgãos vitais e a vítima não resistiu.

PRIMEIROS SOCORROS

Testemunhas acionaram o Corpo de Bombeiros, que por sua vez acionou o SAMU. Chegando ao local a equipe, coordenada pelo médico, José Carlos Gulla Marques, atendeu primeiramente a vítima. Ao perceber que não havia sinais vitais, os socorristas iiniciaram o atendimento ao agressor, que no momento estava agonizante e inconsciente.

No local foram feitos os primeiros socorros e encaminhado ao hospital Auxiliadora, chegando ao local lúcido, orientado e conversando com a equipe do SAMU. Após a realizado de exames, constatou que a bala atingiu o dúctil auditivo direito, situação que não a risco de morte. O máximo que pode acontecer é ele ficar com a audição do ouvido direito comprometida.

Comentários