22/11/2018 14h23

No total, foram abertas 80 vagas e todos aprovados já tinham sido convocados, mas alguns deixaram os cargos

Redação

Na presidência da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul até o fim do ano, o deputado Junior Mochi (MDB), afirmou que vai chamar 28 aprovados em seu concurso para assumir os cargos.

O número é o que resta das 80 vagas disponíveis na concorrência, que foi a primeira na história da Casa de Leis estadual. Deste total, segundo o presidente, “28 deixaram os cargos”, portanto, hoje, há 52 do concurso trabalhando.

Antes de convocar, no entanto, o presidente disse que vai se reunir com o MPMS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul) para informar o processo e apresentar o chamamento.

Mochi lembra, ainda, que o próximo presidente poderá decidir se chama também os remanescentes do certame, realizado em 2017, caso ache necessário mais cargos efetivos.

(*) Campo Grande News

Presidente da Assembleia Legislativa de MS, deputado Junior Mochi, durante entrevista nesta quinta-feira. (Foto: Leonardo Rocha).

Comentários