01/03/2019 15h03

Três Lagoas está entre os Municípios que sofreram o reajuste de 24,2% sobre a conta de luz

Redação

Na noite de ontem, quinta-feira (28), aconteceu em Brasilândia a Audiência Pública sobre “aumento de valor das contas de energia” com representantes da Concessionária Elektro. Representando a população e a Prefeitura de Três Lagoas, o assessor especial do Procon – TL, Mohamed Youssef El Jarouche, acompanhou o encontro que, reuniu moradores daquele Município, representantes da Ordem dos Advogados do Brasil do Estado (OAB-MS), da própria Elektro, além de autoridades políticas.

A audiência foi proposta pela Presidente da Câmara de Vereadores de Brasilândia, Maria Jovelina da Silva, diante do aumento excessivo das contas de energia, que causou revolta aos moradores das cidades onde a Empresa faz a distribuição.

O objetivo da audiência foi cobrar esclarecimentos sobre o alto valor que pegou os clientes de surpresa, além de denunciar as falhas do serviço, como manutenção de postes e luminárias e as quedas de energia, que causam inúmeros prejuízos.

Sobre o aumento da tarifa, o especialista da Elektro, Fábio Costa, explicou que o reajuste é legal e foi necessário. “A cobrança está dentro das normas da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) para as transmissoras, visto que, de novembro pra cá o consumo quase que dobrou, devido o forte calor”, disse Fábio.

Para Mohamed, as autoridades e órgãos presentes demonstraram comum acordo sobre o problema. “O ponto positivo foi que a população, poder público e demais entidades estão policiando a prestação de serviço da concessionária. Todos estão unidos para reclamar e exigir os direitos de usuário. Não mais vai ficar só reclamação de boca. Tudo será formalizado e a concessionária terá que mudar sua postura”, comentou o coordenador.

Os Procons fizeram uma proposta de parcelamento em até quatro vezes sem juros, correção e multa, para aqueles que reconheceram o consumo. A empresa levará a proposta para a diretoria, porém, o valor em si a empresa manterá como está.

Participaram da audiência o Prefeito de Brasilândia, Dr. Antônio de Pádua Thiago; a Presidente da Câmara, Maria Jovelina da Silva; o vereador de Santa Rita do Pardo, Cleudeneide Ferreira de Freitas; Presidente da Comissão Defesa do Consumidor da OAB MS, Dr. Nicolas Breno de Oliveira Pellat; Coordenador da comissão de direito do consumidor da OAB Três Lagoas, Dr. Bruno Matsuda; Coordenador do Procon MS, Dr. Ricardo Bezerra Vaz; Coordenador do Procon de Brasilândia, Jair Bezerra Xavier; Representante da OAB de Três Lagoas, Dra. Izadora luiza Pontes; Especialista da Elektro, Fabio Costa e supervisores Ricardo Gazolla, João Henrique Silva e Claudio Roberto Librait.

Comentários