04/10/2019 15h10

Atenção às fake news: idoso que não fizer recadastramento NÃO perde o CPF nem os benefícios

Por serem eleitores facultativos, os idosos acima dos 70 anos não deverão sofrer as consequências decorrentes do cancelamento do título, eles apenas perdem o direito ao voto.

Gisele Berto

Às vésperas do encerramento do prazo para o recadastramento biométrico, começaram as fake news a respeito do assunto.

Uma das “notícias” que circulam por aí seria a respeito do recadastramento dos idosos com mais de 70 anos. Como todas as fake news, essa também é escandalosa: diz que idosos que não fizeram o recadastramento teriam a aposentadoria suspensa e o CPF cancelado.

Muita calma nessa hora. Para esclarecer o assunto, o Perfil News foi direto ao TSE. De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral, apesar de serem eleitores facultativos, os idosos acima dos 70 anos que desejarem continuar a exercer o direito ao voto devem ser recadastrados.

A biometria, por ser uma espécie de revisão do eleitorado, é obrigatória para todos os eleitores, inclusive os facultativos (maiores de 16 e menores de 18 anos, acima dos 70 anos e analfabetos), que também terão seus títulos cancelados, caso não realizem o procedimento no prazo estipulado.

No entanto, por serem eleitores facultativos, os idosos acima dos 70 anos não deverão sofrer as consequências decorrentes do cancelamento do título, como suspensão do passaporte, aposentadorias, benefícios federais etc.

Então, os idosos que não fizerem o recadastramento terão o título cancelado mas não terão benefícios suspensos nem o CPF cancelado.

Comentários