15/05/2015 12h08 – Atualizado em 15/05/2015 12h08

Entre os dias 28 e 31 de maio os competidores participarão de uma seletiva do Circuito Caixa, em Uberlândia (MG)

Assessoria

Com o intuito de proporcionar aos portadores de necessidades especiais três-lagoenses de praticar uma modalidade esportiva, a Prefeitura de Três Lagoas, por meio da Secretaria de Esportes, Juventude e Lazer (Sejuvel), começou em 2014 a desenvolver o projeto Esporte Adaptado, que atualmente conta com a participação de 25 paraesportistas, com idade entre nove e 45 anos, que praticam bocha, atletismo, tênis de mesa e o soccer ball.

O secretário da Sejuvel, Walter Dias, ressalta que, antes do Esporte Adaptado o paradesporto estava esquecido, sendo que apenas a Apae desenvolvia um trabalho voltado para os paradesportistas.

“Quando assumimos a Secretaria entendemos que como teremos as Olimpíadas e logo em seguida as Paraolimpíadas em 2016 no Brasil, nós também teríamos que ter um departamento Paraolímpico dentro da Sejuvel. E foi assim, juntamente com alguns parceiros, entre eles o vereador Adão José Alves, que lutam pela causa, nós abrimos o espaço que temos no Poliesportivo para absorver este projeto que já acontecia na Apae. Hoje o projeto só é possível graças aos professores que trabalham de forma voluntária”, diz Walter.

O secretário disse que foi encaminhado um projeto para a Fundação de Desporto e Lazer de Mato Grosso do Sul (Fundesporte) para que os colaboradores do projeto passem a ser remunerados como responsáveis pelo mesmo. “Entendemos que um Município com cerca 120 mil habitantes como Três Lagoas e que está completando 100 anos, nada mais justo do que oportunizar para as pessoas com necessidades especiais participarem do desporto, por isso estamos trabalhando para conquistar um carro adaptado melhorando o transporte dos alunos até o local de treinamentos e com isto, ampliar ainda mais o nosso projeto de paradesporto”.

CONQUISTAS

Em um ano de projeto os atletas três-lagoenses já obtiveram várias conquistas entre elas, em setembro do ano passado a conquista de 25 medalhas, sendo 20 de ouro, duas de prata e três de bronze nos Jogos Escolares Paralímpicos de Mato Grosso do Sul, em Campo Grande. A competição foi uma seletiva para os Jogos Nacionais Paraolímpicos que foi realizado em São Paulo no mês de novembro.

O destaque deste campeonato ficou para os atletas Emanuel dos Santos, campeão na corrida de 100m salto de extensão F-37, e Thais Fernandes, campeã nos 100m com cadeiras de rodas, dardos e arremesso de peso. Entre os dias 28 e 31 de maio os atletas de Três Lagoas participarão de uma seletiva para o Circuito Caixa, em Uberlândia (MG). A fase nacional da competição será disputada em julho, em São Paulo.

“Estamos confiantes que os nossos representantes conseguirão alcançar o índice para participar da fase nacional, já que eles possuem um excelente potencial e têm se dedicado aos treinamentos. O espaço físico disponibilizado pelo projeto tem sido de suma importância para que os atletas tenham a oportunidade de realizar os seus treinos e também de mostrar as suas habilidades esportivas”, ressaltou o técnico Roney de Araújo.

SERVIÇO

Os interessados em participar do projeto Esporte Adaptado, devem procurar a Sejuvel, que fica localizada à Circular da Lagoa Maior, de segunda a sexta-feira das 7h às 13h.

Os treinos acontecem na segunda e quarta-feira, das 17h30 às 19h30, no Poliesportivo “Professor Eduardo Milanez”. Os técnicos são Roney de Araújo e Marizland de Alencar.

(*) Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Três Lagoas

O projeto conta com a participação de 25 paraesportistas, que praticam bocha, atletismo, tênis de mesa e o soccer ball. (Foto: Assessoria)

Comentários