15/11/2006 17h09 – Atualizado em 15/11/2006 17h09

Estadão

O Atlético-PR começou mal a disputa da semifinal da Copa Sul-Americana. Na tarde desta quarta-feira, na Arena da Baixada, em Curitiba, o time paranaense perdeu para o Pachuca por 1 a 0. Com isso, precisa da vitória na semana que vem, no México, para seguir na competição.

Antes da decisão da vaga na Sul-Americana, porém, o Atlético-PR tem compromisso no Brasileirão. Provavelmente com time misto, enfrenta o São Paulo no domingo, no Morumbi, no jogo que pode definir o título são-paulino.

Os jogadores do Atlético foram alertados pelo técnico Vadão sobre a velocidade do time mexicano. Mas a impressão foi de que eles não acreditaram no recado. Tanto que a marcação não surtiu o efeito desejado no primeiro tempo e o Pachuca dominou o meio-de-campo e o jogo, com passes precisos e muita movimentação – errava somente nas finalizações.

Ao Atlético restava o contra-ataque e, nessas ocasiões, teve boas oportunidades de marcar, mas parava na excessiva individualidade do atacante Marcos Aurélio e na eficiente marcação sobre o meia Ferreira. Denis Marques, a outra opção no ataque, quase não aparecia para fazer as jogadas.

Com os dois times tentando decidir o jogo, a velocidade aumentou no segundo tempo, sobretudo porque o Atlético começou a explorar as jogadas pelas laterais. Mas as finalizações atleticanas continuaram péssimas, com tentativas de fora da área, que não levavam qualquer perigo ao goleiro Calero.

No jogo aberto, os lances de ataque repetiam-se dos dois lados. Quando o Pachuca já começava a segurar o empate, os jogadores do Atlético erraram e cederam o contra-ataque. Aí, aos 40 minutos, Alvarez arrancou e fez o gol da vitória mexicana.

Ficha técnica:

Atlético-PR 0 x 1 Pachuca

Atlético-PR: Cléber; Jancarlos, Danilo, César e Michel (Chico); Erandir, Alan Bahia, Cristian (William) e Ferreira; Denis Marques e Marcos Aurélio (Dagoberto). Técnico: Oswaldo Alvarez.

Pachuca: Calero; López, Mosquera e Salazar; Cabrera (Rodríguez), Correa, Caballero, Chitiva (Alfaro) e Pinto; Gimenez e Cacho (Alvarez). Técnico: Enrique Meza.

Gol: Alvarez, aos 40 minutos do segundo tempo.Árbitro: Cláudio Martín (Argentina).Cartão amarelo: Michel, César, Dagoberto, Mosquera, Chitiva, Pinto e Salazar.Renda: R$ 520.322,50.Público: 19.872 pagantes.Local: Arena da Baixada, em Curitiba.

 

 

Comentários