02/10/2015 13h24 – Atualizado em 02/10/2015 13h24

O evento contou com autoridades ligadas ao turismo e inclui ainda a apresentação da Orquestra de Violeiros

Assessoria

As propostas e ações dos governos estadual e municipal para o turismo nos municípios e especificamente, em Três Lagoas foram apresentadas durante a II Audiência Pública do Turismo, realizada no plenário da Câmara de Três Lagoas, na noite desta quinta-feira (1º).

A audiência foi proposta pelo vereador Nilo Candido e contou com a presença da prefeita Márcia Moura, o presidente da Câmara, vereador Jorginho do Gás, do vereador Beto Araújo e ainda do diretor-presidente da Fundtur – MS, Nelson Cintra Ribeiro e do secretário de turismo, cultura e empreendedorismo criativo, Athayde Nery. Esses últimos foram palestrantes da audiência.

Na oportunidade, a prefeita Márcia Moura destacou que são necessários muitos investimentos na área de turismo. Hoje, o turismo de negócio é o mais comum, numa cidade com grandes belezas naturais. Ela afirmou que o turismo é fundamental para fechar um círculo de desenvolvimento de uma cidade arrojada e de oportunidades.

Para o presidente da Câmara, a audiência soma muito porque foi a oportunidade de juntos, representantes de diversas esferas do poder discutirem as oportunidades de turismo não só em Três Lagoas, mas em toda a região.
Os representantes do governo do estado destacaram todo um planejamento e aspectos, históricos, demográficos, econômicos e culturais que devem ser levados em consideração, num primeiro momento, assim como, é de suma importância a mobilização/envolvimento dos representantes do Conselho e do Fórum Municipais de Turismo.

A definição de critérios de curto, médio e longo prazo, busca de recursos federais e um Plano Municipal de Cultura para desencadear um Plano Municipal de Turismo foram citados pelo secretário Athayde Nery. Ele ainda ponderou sobre economia global, aumento populacional e a construção de referências (cada município tem suas potencialidades, cultura) que tem relação direta com o turismo.

O título de Cidades das Águas também foi destacado pelo secretário. Para ele, essa identificação local, deve ser usada como ícone e ainda é preciso trabalhar a questão do município ser a porta de entrada para o Pantanal e ter no seu território, grande parte do maior reservatório de água doce do mundo (aquífero Guarani).

Logo, para o secretário aspectos como: meio ambiente (visando um desenvolvimento sustentável), qualificação de mão de obra, potencialidades naturais, além da cultura e economia local devem nortear qualquer ação de turismo.
O diretor da Fundtur afirmou que a entidade está à disposição do município. Ele já esteve em 25 municípios do estado. Durante seu discurso, Nelson Cintra falou da importância do turismo para economia de um município, dos exemplos de Bonito e da região do Pantanal, referências nacionais, no ecoturismo.

Números de investimentos de alguns países como Colômbia, Equador, Argentina, comparados com o do Brasil, no setor de turismo, foram citados pelo diretor, para frisar a falta de investimentos relevantes.

“Três Lagoas com toda essa exuberância tem que ser divulgada e só depende de vocês”, enfatizou Nery.

Ele acrescentou ainda que quer divulgar o município e que neste sentido é preciso fortalecer o Fórum Municipal de Turismo e fazer um trabalho de base, com os estudantes para estes amarem a cidade onde vivem.

A audiência contou ainda com convidados especiais: Vickie Vituri; Luiz da Rosa Garcia Netto; Luciano Dutra; Otoni Avila Ornelas.

Vickie aproveitou para anunciar que, no próximo dia 20 de outubro, o município distribuirá álbuns de figurinhas aos alunos da Reme. Será um material alusivo ao centenário da cidade, com ilustrações de pontos turísticos, personagens históricos e paisagens naturais. As figurinhas serão cedidas a partir da arrecadação de garrafas pets.
Luiz pontou que a questão do turismo exige um tripé: organização, investimento e marketing.

Em dezembro, ocorrerá uma nova discussão sobre o Turismo de Três Lagoas, que envolverá representantes do estado, município, e também, do Sebrae.

(*) Câmara de Três Lagoas

O Plenário da Câmara Municipal de Três Lagoas, ficou completamente lotado, na Audiência Pública de ontem (01). (Foto: Assessoria)

Comentários