Entretanto, as escolas permanecerão abertas para os pais que não têm onde deixar os filhos

O prefeito de Brasilândia, dr. Antônio de Pádua Thiago (MDB), anunciou hoje que as aulas da Rede Municipal de Ensino da cidade estarão suspensas a partir da próxima segunda-feira, 23.

O transporte escolar também será paralisado por 15 dias. A medida é uma das ações de prevenção contra o Coronavírus (COVID-19) estabelecida nesta manhã desta quarta-feira (18).

Em entrevista a uma rádio local, o prefeito salientou que as unidades estarão abertas para os pais ou responsáveis que não têm onde deixarem as crianças. Essa medida seria um “plano B” em especial para aqueles que necessitam trabalhar e não podem deixar as crianças com os avós – já que são considerados grupos de riscos.

“A escola estará fechada? Sim, mas para evitar aglomeração. Porém aquele pai ou família que não tem onde deixar as crianças e precisa trabalhar, essas pessoas podem levar as crianças na escola? Sim e a nossa equipe sempre estará primando pela segurança”, disse.
Além disso, as crianças que não comparecerem neste período não sofrerão penalidades e terão as faltas abonadas.

A medida atingirá aproximadamente 2 mil alunos e 135 professores da rede municipal de ensino.

A Secretaria Municipal de Educação apresentará no período de 18 a 20 de março os planos para o enfrentamento do Coronavírus. Além da Educação, os trabalhos de atendimento em grupo do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) e do Serviço de Convivência de Fortalecimento de Vínculo “Conviver” também estão paralisadas.

Rodeio

Em relação às comemorações do 55º aniversário de Brasilândia, Dr. Antonio Thiago informou que haverá um parecer final até o dia 30 de março. Por hora, o evento ainda está na programação no mês de abril.

Comentários