27/10/2015 10h49 – Atualizado em 27/10/2015 10h49

Acionada, a Polícia Federal (PF) solicitou a apreensão e remoção do avião, que foi transportado por um caminhão até o campo da delegacia.

Da Redação

Um monomotor com a fuselagem repleta de perfurações de bala foi encontrado abandonado no aeroporto de Paranavaí (Noroeste do Paraná) ontem (26). A aeronave foi localizada por acaso pelo delegado operacional Carlos Henrique Rossato Gomes, da 8ª Subdivisão Policial. Ele estava de folga durante a manhã e gravava um clipe de sua banda no aeroporto quando suspeitou do avião.

“Achei estranho e fui verificar. As características batem com as da aeronave perseguida no último sábado (24) por um caça da Força Aérea Brasileira (FAB). Percebi que havia uma série de gambiarras, com adesivos e pedaços de papelão, tentando disfarçar os furos na fuselagem”, afirma.

O Centro de Comunicação Social da Aeronáutica divulgou nota no domingo (25) dizendo que um avião sem plano de voo e que fazia uma rota “conhecida por ser utilizada para atividades ilícitas” foi interceptado na região de Japorã (MS). Na ocasião, o piloto teria saído do espaço aéreo brasileiro e ingressado no Paraguai, despistando o caça.

A FAB não informou se a aeronave foi alvejada por disparos ou abatida, o que reforça a suspeita de que o monomotor abandonado no Paraná seja o mesmo de sábado.

Acionada, a Polícia Federal (PF) solicitou a apreensão e remoção do avião, que foi transportado por um caminhão até o campo da delegacia de Paranavaí. Ainda não há uma data para o início da perícia da PF que poderá apontar se as perfurações foram causadas pelo armamento da FAB. Não há indícios de que entorpecentes tenham sido descarregados após o pouso em solo paranaense.

Em março passado, uma aeronave com prefixo paraguaio foi localizada sem uma asa em uma pista clandestina na zona rural de Paranavaí. Durante as investigações, a Polícia Civil descobriu que a asa estava dentro da oficina do aeroporto da cidade.

(*) Cng Uol

Avião foi transportado para o campo da delegacia(Foto:Reprodução)

Comentários